Mostrando postagens com marcador Estados Unidos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Estados Unidos. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Militares norte-americanos intensificam treinamentos de combate, visando uma possível guerra contra a Coreia do Norte


Por: Redação OD

Segundo o jornal The New York Times,  militares norte-americanos estão intensificando ainda mais seus treinamentos para estarem preparados, caso haja possíveis combates contra soldados norte-coreanos. Ainda de acordo com o jornal, em dezembro tropas dos EUA, realizaram um excercício o qual simulava um grande desembarque aéreo e contou com quase 50 helicópteros no estado da Carolina do Norte. Paralelo a este exercício, no estado de Nevada cerca de 120 paraquedistas simularam uma invasão a um país estrangeiro realizando saltos noturnos de um avião de transporte militar C-17 Globmaster III.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

EUA pedem desculpas ao Japão por vários acidentes militares, mas revolta entre populares de Okinawa vem crescendo

Além de acidentes com aeronaves, uma série de crimes incluindo estupros e agressões também desencadearam protestos em Okinawa (ANN/reprodução)
Por: Redação OD
O secretário da defesa dos Estados Unidos, James Mattis, pediu desculpas ao seu homólogo japonês Itsunori Onodera após uma série de acidentes incluindo o pouso de emergência de um helicóptero militar americano em Okinawa na segunda-feira (8). Isso ocorreu dois dias após um incidente similar também em Okinawa, onde mais da metade da tropa de 47 mil soldados americanos no Japão está posicionada. O ministro Japonês disse que houve um pedido de desculpas por parte do Secretário de defesa dos EUA (…) Eu falei com Mattis sobre o problema, citando exemplos concretos de vários acidentes que aconteceram entre setembro e dezembro do ano passado e em janeiro deste ano em Okinawa”, disse Onodera aos repórteres após as conversas.

domingo, 7 de janeiro de 2018

Aproveitando-se do impasse entre Estados Unidos e Paquistão, China tenta montar sua segunda base naval no exterior


Por: Redação OD

Depois de instalar sua primeira base naval estrangeira em Djibouti, em agosto do ano passado, Pequim sonda agora de fixar sua posição no Paquistão, planejando assim aumentar a sua presença militar no exterior com uma segunda base naval estrangeira. A China planeja construir esta segunda base perto de Gwadar, um porto paquistanês estrategicamente importante no Mar da Arábia, de acordo com fontes próximas ao Exército chinês, citadas pelo jornal South China Morning Post. A notícia vem em meio a uma disputa entre os EUA e o Paquistão, com Washington congelando o financiamento de segurança para Islamabad. 

sábado, 6 de janeiro de 2018

Força Aérea Americana publica vídeo da escolta realizada em 2017 a dois caças Su-30 russos sobre o Mar Báltico


Por: Redação OD

A Força Aérea Americana publicou a filmagem da escolta realizada por Caças F-15 Eagle a dois caças russos sobre a região do Báltico. Segundo o Pentágono, os incidentes ocorreram em 23 de novembro e 13 de dezembro do ano passado. Na verdade o vídeo é uma compilação de vários trechos. Na primeira parte mostra como os pilotos americanos são acionados para uma emergência na base aérea lituana de Zokniai. Já a segunda parte mostra dois caças F-15 Eagle da USAF decolando para interceptar os caças russos Su-30, (supostamente estes caças seriam da Marinha Russia) sobre o espaço aéreo internacional do Báltico" no dia 23/11.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Presidente Donald Trump assina Lei de Autorização da Defesa Nacional

O presidente estadunidense Donald Trump, cercado por oficiais militares e membros do Congresso, incluindo o vice-presidente Mike Pence (dir.) e o secretário da defesa Jim Mattis (esq.), assina a H.R. 2810, ou Lei de Autorização da Defesa Nacional para o ano fiscal de 2018, no Salão Roosevelt na Casa Branca, em Washington, D.C., em 12 de dezembro de 2017 (Saul Loeb/AFP/Getty Images)

Por: Redação OD

O presidente Norte-Americano Donald Trump assinou na última terça-feira dia 3, a Lei de Autorização da Defesa Nacional, o qual é referente às despesas anuais das forças de defesa dos Estados Unidos. O projeto de lei inclui um aumento geral dos gastos militares e a aquisição de novos equipamentos de defesa. Entre as despesas orçadas estão os caças furtivos F-35, veículos de combate terrestre e submarinos da classe Virgínia. O documento aumentará o tamanho das Forças Armadas dos EUA pela primeira vez em sete anos. E também oferece aos membros do serviço militar o maior aumento salarial em oito anos, de acordo com a Casa Branca.

Apesar de negar sobre uma possível transferência de controle, Governo cria comitê para avaliar o caso Boeing/Embraer


Por: Redação OD

Mesmo com o presidente Michel Temer já tendo afirmado que a transferência de controle da Embraer para a Boeing não está em cogitação, nos bastidores do Planalto a informação é que a intenção da companhia norte-americana é adquirir de fato a fabricante brasileira de aeronaves. O governo, entretanto, está decidido a impedir a fusão com o uso da “Golden Share” – ação mantida após a privatização da companhia que dá direito a veto em questões estratégicas. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou na quarta-feira (3), que ainda não recebeu oficialmente nenhum aviso de avanços na negociação, mas reiterou que o governo não abrirá mão de salvaguardas de defesas em um futuro acordo entre as empresas.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Russia acusa os EUA de violarem tratados com a venda de sistema antimíssil "Aegis Ashore" ao Japão


Por: Redação OD

O vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Ryabkov, acusou hoje os EUA de terem violado um importante tratado de armamento com a venda de um sistema antimíssil ao Japão. "Os Estados Unidos espalham os sistemas de defesa de mísseis pelas suas bases militares, perto das nossas fronteiras ocidentais (referindo-se aos sistemas colocados na Romênia e na Polônia), o que vai contra o tratado INF (Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermédio) de 1987, que proíbe a implementação de tais sistemas", disse Ryabkov, em um comunicado publicado no 'site' do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia. "O fato desses sistemas poderem agora aparecer nas fronteiras orientais da Russia cria uma situação que nós não podemos ignorar na nossa planificação militar", disse Ryabkov.

Raytheon ganha contrato com a USAF para o fornecimento de mísseis AMRRAM e com a Geórgia para mísseis JAVELIN


Por: Redação OD

A empresa Raytheon, uma das maiores fabricante de armas e afins dos EUA e que possui grande contratos com este governo na área de defesa, ganhou um contrato dUSAF no valor de US$ 634,2 milhões para a produção de um lote de mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120 AMRAAM. Além dos mísseis o contrato prevê ainda, a produção de peças sobressalentes e de equipamentos para a telemetria dos mísseis. O prazo para o cumprimento do contrato está previsto para 31 de janeiro de 2020, especifica o Departamento de Defesa. Ainda de acordo com o comunicado publicado no site do Pentágono, a empresa também fora contemplada com alguns outros contratos, que envolve vendas de armas para países como Japão, Coreia do Sul, Marrocos, Polônia, Indonésia, Romênia, Espanha, Turquia, Bahrein, Catar e Geórgia

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Departamento de Defesa dos EUA aprovam a venda de aeronaves A-29 Super Tucano à Força Aérea Nigeriana


Por: Redação OD
O Departamento de Defesa dos Estados Unidos concordaram com a venda das aeronaves anti-insurgência e de suporte tático A-29 Super Tucano, conforme comunicado da Força Aérea da Nigeriana (NAF), a qual é a compradora das aeronaves em uma nota a imprensa local nesta quarta-feira (27). "O embaixador dos EUA na Nigéria, Stuart Symington, apresentou hoje as cartas de oferta e a aceitação em relação ao fornecimento de aeronaves A-29 Super Tucano para a Força Aérea da Nigéria (NAF)", disse o vice-marechal Olatokunbo Adesanya em comunicado publicado na página oficial da NAF.

Traços do vírus Antraz fora encontrado no sangue de desertor Norte-Coreano


Por: Redação OD

Quando um soldado norte-coreano desertou recentemente para a Coreia do Sul, ele passou por uma junta médica, onde fora realizado uma gama de testes. Depois desta longa bateria de exames, resultados encontraram traços de anticorpos contra o vírus "Antraz" em seu sangue, segundo matéria do periódico jornal britânico The Daily Mail, explicando que a identidade do militar seria desconhecida. No entanto, pode se tratar de Oh Chong Song, de 24 anos, o militar que foi alvejado por disparos ao tentar cruzar a fronteira entre as duas Coreias em novembro último e ainda encontra-se internado em um hospital de Seul.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Os avanços armamentistas da Coreia do Norte em 2017 e quão perto o país está de um ataque nuclear

As estátuas de Kim Il-sung e Kim Jong-un, ex-presidente e atual líder da Coreia do Norte, fazem parte de monumento em Pyongyang (Foto: Reuters/KCNA)
Por: Redação OD

Para a surpresa de muitos, a Coreia do Norte termina o ano contabilizando muitos sucessos. Alguns especialistas nunca duvidaram que Pyongyang pudesse desenvolver novos armamentos e até mesmo uma bomba nuclear, mas o mais surpreendente é o ritmo no qual a indústria militar do país avança, apesar das duras sanções internacionais. O país asiático, um dos mais fechados do mundo, parece continuar com um só objetivo em mente: evitar uma suposta intervenção americana para derrubar o regime de Kim Jong-un. Relembre os quatro feitos norte-coreanos deste ano que preocupam a comunidade internacional.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

China se aproxima da supremacia naval dos EUA, ao adquirir empresa britânica de tecnologia

O segundo porta-aviões da China, Tipo 001A, é visto durante uma cerimônia de inauguração no estaleiro de Dalian, na província de Liaoning, Nordeste da China, em 26 de abril de 2017 (STR/AFP/Getty Images)
Por: Redação OD

A China alcançou um avanço crítico em seu programa de porta-aviões, incorporando tecnologia-chave de uma empresa britânica que fora adquirida discretamente há uma década. A compra não foi averiguada pelos reguladores britânicos na época, embora o dispositivo semicondutor fundamental em questão tenha sido especificamente listado como sujeito ao controle de exportação pelos regulamentos da União Europeia. Em jogo está a capacidade da China de competir diretamente com o poder dos porta-aviões dos EUA e ser capaz de lançar aeronaves mais pesadas e poderosas.  A China e os Estados Unidos têm competido acirradamente para desenvolver a próxima geração de sistema eletromagnético de lançamento de aeronaves (EMALS) há mais de uma década e, até recentemente, pensava-se que os Estados Unidos lideravam a corrida com seu próximo porta-avião da Classe Ford, que foi projetado especificamente para usar catapultas de propulsão eletromagnética.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

CHAMP: A arma de pulso eletromagnética que pode ser usado pelos EUA para neutralizar os misseis nucleares da Coreia do Norte

Projeto é desenvolvido em um laboratório da base da Força Aérea de Kirtland, em Albuquerque (Foto: Força Aérea dos EUA/Divulgação)
Por: Redação OD

Nos arredores da cidade de Albuquerque, no Estado do Novo México, uma equipe de especialistas da Força Aérea americana desenvolve uma arma pouco tradicional, mas que poderia ter um objetivo estratégico: deter os mísseis nucleares da Coreia do Norte. Não é um armamento qualquer. Trata-se de um tipo de arma eletromagnética que não é nociva para o ser humano e cuja base de funcionamento é a mesma tecnologia de um forno micro-ondas. E, segundo diversos especialistas em assuntos militares consultados, este tipo de arma poderia ser uma alternativa para desativar as armas nucleares de Pyongyang de forma efetiva, sem gerar grandes prejuízos.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

ARA SAN JUAN: Relatório Americano revela que submarino teria explodido em menos de 1 segundo. Armada Argentina não confirma


Por: Redação OD

Passado quase um mês do desaparecimento do submarino argentino ARA San Juan, novos dados de um relatório elaborado pelo Escritório de Inteligência Naval da Marinha dos EUA, e obtido pelo jornal La Nación, dão conta que o submersível teria explodido em menos de um segundo matando seus 44 tripulantes de forma instantânea. Segundo o relatório, o qual é assinado pelo especialista em acústica Bruce Rule, onde ele analisou sinais detectados pelo equipamento de monitoramento no Atlântico, que está localizado a cerca de 30 milhas da última posição reportada pelo ARA San Juan.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Coreia do Norte diz que míssil testado pode alcançar qualquer lugar dos EUA, aumentado a tensão entre os países


Por: Redação OD

Após ter realizado mais um teste de míssil balístico intercontinental (ICBM), a Coreia do Norte celebrou oficialmente nesta quarta-feira a sua nova demonstração de força contra os Estados Unidos. Segundo o regime de Pyongyang, o artefato testado na última madrugada (terça-feira no Brasil) chama-se Hwansong-15 e pode alcançar qualquer ponto do território americano, o que formalizaria a conquista do objetivo histórico do país asiático de obter a força de um Estado nuclear. O teste, o primeiro da Coreia do Norte desde meados de setembro, vem como clara retaliação a Washington.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Como destruir o arsenal nuclear norte-coreano....Invasão terrestre? O Pentágono diz que sim!


Por: Redação OD

Quando se começa a imaginar um cenário de guerra entre os EUA e a Coréia do Norte, um pergunta vem a tona. De como poderá ser efetuado a destruição deste arsenal nuclear? Uma invasão terrestre seria a solução? Segundo os estrategistas do Pentágono, a resposta é Sim. Baseado nessa afirmação os Congressistas norte-americanos estão preocupados porque causaria "uma centenas de milhares, ou mesmo milhões de mortes, apenas nos primeiros dias de combate" O Pentágono, considera que "a única forma" de destruir, com a "certeza absoluta", o arsenal nuclear norte-coreano, seria através de uma invasão terrestre, segundo documentos enviados aos congressistas dos EUA.

domingo, 5 de novembro de 2017

Começam a chegar para o exercício de simulação AmazonLog 2017, as Forças Militares de outros países

Por: Redação OD
Tropas militares de outros países começaram a chegar hoje (5) para participar do exercício militar de simulação de atendimento humanitário na selva amazônica, o AmazonLog 17, marcado para o período de 6 a 13 de novembro, em Tabatinga (AM), na tríplice fronteira com a Colômbia e Peru. Na manhã deste domingo, militares da Colômbia e Peru desembarcaram na base montada pelo Brasil para receber as tropas. Alguns soldados dos Estados Unidos também já estão na cidade. O restante da tropa norte-americana desembarca amanhã (6). No total, devem participar da simulação cerca de 2 mil pessoas, dos quais, cerca de 500 são estrangeiras. Além de militares do Brasil (cerca de 1.550), Colômbia (150), Peru (120) e Estados Unidos (30), observadores de mais de 20 países devem acompanhar as ações, entre eles Alemanha, Argentina, Chile, Equador, México, França, Reino Unido, Espanha, Rússia e Venezuela.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Irã denuncia 'falsas notícias' da CIA sobre supostas relações deste país com a Al-Qaeda


Por: Redação OD

O Governo Iraniano, denunciou nesta sexta-feira "que a CIA vem divulgando informações falsas" sobre supostas relações entre autoridades iranianas e a rede terrorista Al-Qaeda, após a divulgação de arquivos do terrorista morto Osama Bin Laden os quais foram apreendidos em 2011 no Paquistão durante a Operação Lança de Netuno que culminou com a morte do líder terrorista. "Um novo recorde miserável do efeito dos petrodólares: as informações falsas da CIA e da FDD sobre os documentos seletivos da Al-Qaeda a respeito do Irã não podem apagar o papel dos aliados dos Estados Unidos no (ataque de) 11 de setembro", escreveu no Twitter o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohamad Javad Zarif.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Agência de espionagem da Coreia do Sul vê indícios da realização de novo teste de mísseis pela Coreia do Norte


Por: Redação OD

A agência de espionagem da Coreia do Sul revelou a parlamentares nesta quinta-feira (2), que após verificarem intensa atividade do lado norte-coreano, onde esta atividade “a mais’ pode ser o indício de estarem planejando um novo teste de mísseis, e isso a poucos dias de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitar Seul. A Coreia do Norte tem realizado uma série de testes nucleares e de mísseis em desafio às resoluções do Conselho de Segurança da ONU,mas não lança qualquer míssil desde que disparou um sobre o Japão em 15 de setembro.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Departamento de Estado dos EUA divulgam lista de empresas de Defesa russas proibidas de fazer negócio nos EUA


Por: Redação OD

O Departamento de Estado dos Estados Unidos publicou nesta sexta-feira (27) uma lista com 39 empresas vinculadas a agências militares e de Inteligência da Russia com as quais não é mais permitido fazer negócios, de acordo com a nova lei americana, que rege estes tipos de empreendimentos. Na lista, entre as empresas, estão algumas muito conhecida, sendo até concebidas como os pilares da indústria de exportação russa, como o grande exportadora de armamentos em geral Rosoboronexport e o o ícone das armas de fogo a Kalashnikov, informou o Departamento de Estado.