sábado, 13 de janeiro de 2018

Marinha Indiana avalia adquirir mais unidades do Boeing P-8 I Poseidon


Por: J.G Araújo

A Marinha Indiana está considerando a aquisição de mais aeronaves Boeing P-8I Poseidon de vigilância e Guerra Anti-Submarina (ASW), de acordo com o chefe da Marinha Almirante Sunil Lanba. Em uma entrevista à revista 'Estratégia da Índia', o Almirante Lanba disse que a capacidade de vigilância aérea é um importante subconjunto das operações navais e que, embora a proposta estivesse na mesa, ele não poderia divulgar os números exigidos. Seus antecessores falaram algo em torno de 30 aeronaves de reconhecimento marítimo de longo alcance (LRMR), sob as quais a marinha já instalou oito aeronaves e fez uma ordem para mais quatro.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Agência de Inteligência Naval dos EUA conclui relatório onde afirma-se que submarino ARA San Juan explodiu em 0,4 s


Por: Redação OD

De acordo com a Agência de Inteligência Naval dos EUA (NCIS), que após analisarem os dados obtidos pela Organização do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares, chega-se a conclusão que o submarino argentino San Juan, desaparecido há quase 2 meses, fora completamente destruído na sequência de uma explosão em 40 milissegundos, comunicou a AgênciaO relatório, explica que a explosão ocorrera a 400 metros de profundidade, com uma potência aproximadamente igual a 6 toneladas de TNT. "O casco externo do submarino foi totalmente destruído em 40 milissegundos [0,4 segundos]", diz-se no documento. 

Empresa ODK-Saturn desenvolve motor naval para Marinha Russa, acabando assim com dependência pelos motores Ucranianos


Por: Redação OD

A empresa russa de fabricação de motores navais ODK-Saturn, completou os testes em três modelos de motores com turbina a gás, que serão destinados a substituir os equipamentos de fabricação ucraniana usados nos navios de guerra russos. "A dependência definitivamente terminou", assegurou o vice-ministro da Defesa russo, Yuri Borisov. "Estamos acompanhando de perto o progresso da criação dos motores russos com turbinas a gás, especialmente para as fragatas. O trabalho que iniciou-se em 2014 finalmente fora terminado logo após os motores terem passado pelos testes oficiais e obtiveram os certificados", explicou Borisov em uma coletiva. 

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Exército Brasileiro: Aeronaves C-23B+ Sherpa deverão chegar a força em 2021


Por: Anderson Gabino
Desde aquele 20 de janeiro de 1941, que por decreto presidencial fora criado o então Ministério da Aeronáutica, e assim fez-se nascer a Força Aérea Brasileira, a qual ganhou a exclusividade da realização de estudos, serviços e/ou trabalhos relativos à atividade aérea nacional, onde na mesma data extinguiu-se o Corpo de Aviação da Marinha e a Aviação Militar, encerrando, assim, a fase inicial da Aviação do Exército, que o Exército Brasileiro sonha em poder a voltar ter suas próprias asas.

Marinha peruana começa a modernização de seus submarinos Type 209/1200

Por: J.G Araújo

O estaleiro naval peruano SIMA iniciou a modernização dos quatro submarinos Type 209/1200 da Marinha peruana. O primeiro barco a submeter-se às atualizações é o BAP Chipana, que foi recentemente retirado da água para uma doca seca para a manutenção. O sistema Syncrolift que a empresa utilizou para o procedimento foi entregue pela empresa norueguesa TTS Syncrolift AS. Um sistema semelhante foi usado para lançar os destroyers da Royal Australian Navy AWD.

Embraer informa que consulta assessores financeiros sobre Boeing


Por: Redação OD
A Embraer informou que vem consultando assessores financeiros e legais, entre aqueles que usualmente já utiliza em suas operações, para a eventual combinação de negócios com a Boeing. O comunicado ao mercado, divulgado nesta quinta-feira, foi uma resposta aos questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre a contratação dos bancos de investimento Citi e Goldman Sachs para a operação, conforme publicado no jornal "O Estado de S. Paulo".

Ala 10 inicia o Programa de Especialização Operacional 2018, com duração de um ano e vai preparar 98 Aspirantes a Oficial

A turma foi apresentada ao Comandante da Ala 10
Por: Redação OD
Egressos da Academia da Força Aérea (AFA), 98 Aspirantes a Oficial Aviador se apresentaram na Ala 10, localizada em Natal (RN), no dia 08/01. Durante todo o ano de 2018, os integrantes da Turma Fenrir vão realizar o Programa de Especialização Operacional (PESOP), que irá capacitá-los nas Aviações de Caça, Asas Rotativas, Transporte e Patrulha. "O Curso de Tática Aérea é o primeiro degrau, o PESOP começa aqui. Esperamos, ao término deste curso, que os senhores demonstrem uma mudança de comportamento, tornando-se Oficiais Aviadores", afirmou o Comandante do Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE), Tenente-Coronel Aviador Paulo Roberto Cursino dos Santos, durante a abertura do Curso de Tática Aérea (CTATAE). O CTATAE é a primeira fase do PESOP, de caráter teórico.

Operação Potiguar III: Polícia do Exército atua no Rio Grande do Norte, em face à paralisação das Polícias Civil e Militar


Por: Redação OD
Desde o dia 29 de dezembro, o 4º Batalhão de Polícia do Exército (4º BPE), "Batalhão João Fernandes Vieira", vem participando da Operação Potiguar III, que tem por finalidade realizar atividades de garantia da lei e da ordem no município de Natal e  Mossoró, durante o período de paralisação dos trabalhos das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio Grande do Norte. Foram enviados 238 militares do Batalhão para compor o efetivo das Forças Armadas e da Força Nacional em conjunto com órgãos de segurança pública estaduais.

Marinha do Brasil formou 83 novos Oficiais e 1.525 novas Praças para o Corpo de Fuzileiros Navais em 2017


Por: Redação OD
No ano de 2017, a Marinha do Brasil formou 83 novos Oficiais e 1.525 novas Praças para o Corpo de Fuzileiros Navais (CFN). Na formatura da Escola Naval, realizada em 9 de dezembro, 32 Aspirantes foram declarados Guardas-Marinha Fuzileiros Navais. Já no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), formaram-se, em 16 de dezembro, 51 novos Oficiais Fuzileiros Navais, sendo 21 do Quadro de Auxiliar Fuzileiro Naval (AFN) e 30 do Quadro Complementar do CFN (QC-FN).

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas nomeia grupo para reconhecimento da área de operações na República Centro-Africana (MINUSCA)


Por: Anderson Gabino
Foi publicado no dia de hoje em Diário Oficial da União, a designação realizada pelo Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Almirante-de-Esquadra Ademir Sobrinho, da relação dos militares que irão compor o grupo de Reconhecimento da área de operações da Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA), segue abaixo o ofício na integra

O Brasil e os Desafios da Segurança Pública


Por: Paulo Cesar de Castro
Muito  se tem publicado sobre o tema, em geral, notícias que alarmam,  intranquilizam  e fazem com que os cidadãos de bem se sintam acuados, desamparados e à mercê dos, cada vez mais, ousados criminosos que infestam nossas cidades, rodovias, áreas de lazer e outrora pacatos povoados no interior. Tem sido frequente a divulgação de medidas adotadas pelo Estado, a meu ver, limitadas e restritas à compra de viaturas, de equipamentos e armamento para os órgãos relacionados no Art. 144 do texto constitucional. Parecem-me medidas com sabor de demagogia ao molho de populismo e que passam ao largo do cerne do sério problema enfrentado por todos os brasileiros, nas cidades e nos campos.

Operação Potiguar III: Militares da Aviação do Exército reforçam operações em bairros estratégicos, para garantir a lei e a ordem



Por: Redação OD
No último sábado, 6 de janeiro, a operação de garantia da lei e da ordem, em Mossoró (RN), recebeu o reforço de militares da Aviação do Exército, a partir do emprego de um helicóptero HM-4 Caracal. Com o apoio de militares do 1º Batalhão de Aviação do Exército, sediado em Taubaté (SP), as operações de polícia foram intensificadas em bairros estratégicos da cidade. A ação aeromóvel durou uma hora e meia e abrangeu uma área de cerca de 40 km², ocupando pontos primordiais para o cumprimento da missão.

EUA pedem desculpas ao Japão por vários acidentes militares, mas revolta entre populares de Okinawa vem crescendo

Além de acidentes com aeronaves, uma série de crimes incluindo estupros e agressões também desencadearam protestos em Okinawa (ANN/reprodução)
Por: Redação OD
O secretário da defesa dos Estados Unidos, James Mattis, pediu desculpas ao seu homólogo japonês Itsunori Onodera após uma série de acidentes incluindo o pouso de emergência de um helicóptero militar americano em Okinawa na segunda-feira (8). Isso ocorreu dois dias após um incidente similar também em Okinawa, onde mais da metade da tropa de 47 mil soldados americanos no Japão está posicionada. O ministro Japonês disse que houve um pedido de desculpas por parte do Secretário de defesa dos EUA (…) Eu falei com Mattis sobre o problema, citando exemplos concretos de vários acidentes que aconteceram entre setembro e dezembro do ano passado e em janeiro deste ano em Okinawa”, disse Onodera aos repórteres após as conversas.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal patrulha ruas e recebe apoio da população Natalense, na Operação Potiguar III


Por: Redação OD

Com ações de patrulha motorizada, postos de bloqueio e controle de vias urbanas e postos de segurança estáticos, o Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal (GptFNNa) está nas ruas de Natal desde o dia 29 de dezembro, quando foi iniciada a Operação Potiguar III, na Garantia da Lei e da Ordem (GLO) do Rio Grande do Norte. O GptFNNa vem atuando até o momento no eixo turístico composto pelas praias de Ponta Negra e Pirangi, em Natal e Parnamirim, respectivamente, além das áreas onde estão localizadas as vilas navais na capital potiguar. Nas ruas, os militares têm recebido o reconhecimento da população, conforme relata o comerciante João Paulo, que trabalha no bairro de Ponta Negra. 

Comando Militar do Oeste realiza cerimônia de passagem de comando ao seu novo Chefe do Estado-Maior


Por: Redação OD

No dia 4 de janeiro, quinta-feira, ocorreu a passagem de Chefia do Estado-Maior do Comando Militar do Oeste (CMO) do General de Brigada José Carlos Braga de Avellar para o General de Brigada Márcio Bessa CamposA solenidade teve início com a inauguração do retrato do General Avellar na Galeria de Ex-Chefes do Estado-Maior do CMO. Na sequência, foi realizada a formatura militar na Alameda Mello e Cáceres, no complexo do CMO, com a presença de autoridades civis, militares e eclesiásticas. Após a inauguração do retrato do General Avellar, o Comandante Militar do Oeste, General de Exército José Luiz Dias Freitas, agradeceu às autoridades, familiares e amigos pela presença. 

Embraer diz que acordo com Boeing manterá segurança nacional, e presidente da Akaer fala de que novo rumo terá impacto no setor


Por: Redação OD

A Embraer divulgou nesta segunda-feira (8) comunicado em que reitera que a eventual combinação de negócios com a Boeing, se e quando concretizada, deve preservar interesses estratégicos da segurança nacional e a ação de classe especial (golden share) do governo brasileiro. A empresa já havia feito uma comunicação semelhante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no dia 3 de janeiro. O comunicado dde hoje foi uma resposta a questionamentos da B3 sobre notícias na imprensa de que a Embraer e a Boeing estariam tentando driblar a resistência do governo com o negócio e que a empresa brasileira foi avaliada em US$ 28 por recibo de ações negociadas em Nova York (ADR).

Estaleiro GOA Shipyard: Uma opção diferente para a Marinha do Brasil na concorrência da Classe Tamandaré


Por: João Gilberto Araújo 

Recentemente a Marinha do Brasil emitiu os parâmetros para a construção de uma nova classe de Corvetas chamada de "Classe Tamandaré", até aí nada de excepcional se não fosse a possibilidade do atendimento dos requisitos para a construção desta nova classe por qualquer estaleiro estrangeiro, desde que o mesmo atenda aos parâmetros de requisitos emitidos pela MB, estando aliados à necessidade da produção pelo menor preço. Tal possibilidade, diferentemente do que era feito no passado, aonde uma construção de navio para armada, desde a construção das fragatas nacionais da classe Niterói, não se cogitava mais tal execução fora das carenas dos estaleiros nacionais.

domingo, 7 de janeiro de 2018

Um mergulho dentro do submarino nuclear TK-208 Dmítri Donskoi, um dos três classe Akula ainda em operação


Por: Redação OD

A classe de submarino russo Akula (tubarão, em russo), do Projeto 941, é única no mundo. Os submarinos desta classe possuem 124 metros e uma altura equivalente a um prédio de nove andares. Não é à toa que todos os seis Akulas existentes figuram no “Guinness Book”, o livro dos recordes. Dos três Akulas que ainda se encontram em operações, o mais moderno é o TK-208 Dmítri Donskoi. Seu sistema de propulsão nuclear possibilitou a realização de testes da versão mais recente do míssil balístico Bulavá, desenvolvido especialmente para a classe de submarinos estratégicos do Projeto 955 Borei. O submarino é equipado com duas câmaras de resgate, localizadas perto da vela e a popa, capazes de resgatar toda a tripulação.

FAdeA: A fábrica argentina que projetou alguns dos mais modernos aviões de guerra do mundo e hoje encontra-se na berlinda


Por: Redação OD

As intervenções realizadas por países oriundos da América Latina no mundo da indústria aeronáutica, têm sido escassas e nem sempre tão afortunadas. A indústria brasileira, com a Embraer, é o grande exemplo de uma empresa latino-americana que fabrica aeronaves de alta tecnologia que atraem os mercados mundiais, desde os jatos leves de passageiros até o avião de combate Tucano. Atualmente, a Embraer negocia uma possível fusão com a Boeing, o que poderia resultar em uma gigante global da aviação. Mas há mais de meio século, outra empresa latino-americana estava à frente de um experimento ambicioso para entrar nas grandes ligas da aeronáutica.

Comandante do Exército, Gen Villas Bôas vive um dilema... "A reflexão que faço é até quando poderei trabalhar"


Por: Redação OD

No comando do Exército Brasileiro e à frente de 215 mil homens dos quais é exigido pleno vigor físico, o general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, 66, depara-se com dilemas de acessibilidade, precisa de apoio para atividades e pensa todos os dias até quando irá conseguir resistir ao poder da doença degenerativa grave que o acomete. Embora o militar não diga o nome da enfermidade, nem mesmo em suas postagens em redes sociais, as características de sua doença se aproximam da esclerose lateral amiotrófica (ELA), mundialmente conhecida pela campanha do balde de gelo que arrecadou fundos para pesquisas. Existem, porém, outras doenças que acometem os neurônios motores.

Aproveitando-se do impasse entre Estados Unidos e Paquistão, China tenta montar sua segunda base naval no exterior


Por: Redação OD

Depois de instalar sua primeira base naval estrangeira em Djibouti, em agosto do ano passado, Pequim sonda agora de fixar sua posição no Paquistão, planejando assim aumentar a sua presença militar no exterior com uma segunda base naval estrangeira. A China planeja construir esta segunda base perto de Gwadar, um porto paquistanês estrategicamente importante no Mar da Arábia, de acordo com fontes próximas ao Exército chinês, citadas pelo jornal South China Morning Post. A notícia vem em meio a uma disputa entre os EUA e o Paquistão, com Washington congelando o financiamento de segurança para Islamabad.