sábado, 10 de novembro de 2018

U.S. Mariners em ação no TRIDENT JUNCTURE 2018.

Photo by DEVIN J. ANDREWS/U.S. MARINE CORPS via NATO.

Por: Yam Wanders.


Essa pequena matéria tem também a intenção de homenagear o aniversàrio de 243 anos do U.S. Marine Corps, uma Força irmã de nosso estimado Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil. A irmandade sempre se faz presente à cada operação UNITAS Amphibious entre outras, e certamente essa excelente relação tende a ser cada ves mais incrementada com os futuros acordos de cooperação militar com os USA nos proximos anos. 
Aos nossos Amigos e colegas do U.S. Marine Corps, nosso Adsumus ao vosso Semper Fidelis! Parabéns!

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Brasília recebe o Simpósio “Amazônia Azul 2018 – Patrimônio brasileiro a preservar e proteger”



Por: Redação OD.

O Estado-Maior da Armada, por meio do Centro de Estudos Político-Estratégicos da Marinha (CEPE-MB), realizará, no dia 12 de novembro, no Auditório do Colégio Mackenzie de Brasília, o  Simpósio “Amazônia Azul 2018 – Patrimônio brasileiro a preservar e proteger”.
O simpósio visa, sobretudo, despertar a atenção da sociedade brasileira para a importância de conhecer melhor esse espaço marítimo, suas potencialidades, sua biodiversidade e vulnerabilidades, identificando-o como vital patrimônio brasileiro. O evento é aberto para alunos de graduação e pós-graduação, membros da comunidade acadêmica, militares e interessados no tema.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

O país que construiu mais de 100 mil bunkers durante a Guerra Fria


Imagem via www.limitlessalbania.com

Por: Stephen Downling via Redação OD Europa.

É uma manhã de primavera e o sol já está a pino. Estou atravessando as ruínas de Orikum, um assentamento da era romana que fica no extremo sul da baía de Vlore, na costa adriática da Albânia. Trata-se de um patrimônio cultural incrivelmente bem preservado, que inclui um teatro que ainda mantém muitos dos seus degraus de pedra.

Mas não estou aqui por isso.

Presidente eleito Jair Bolsonaro terá esquema de proteção identica à dos Presidentes dos Estados Unidos

Foto por Leo Correa via AP.
Por: Redação OD.

O Chefe do GSI pediu estudo após governo identificar novas ameaças; plano é adotar algumas medidas usadas por presidentes dos EUA
 O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Sérgio Etchegoyen, encomendou à sua equipe um estudo para reforçar a segurança de Jair Bolsonaro e sua família a partir da posse do novo presidente, em 1.º de janeiro. O motivo do pedido, além do atentado sofrido na campanha, são as frequentes ameaças identificadas pela inteligência do governo.