Mostrando postagens com marcador Historia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Historia. Mostrar todas as postagens

sábado, 1 de setembro de 2018

DPHDM lança nova edição da revista Navigator no III Simpósio Nacional de História Militar


Departamento de História da DPHDM marca presença
no lançamento da nova edição da Navigator, no III SNHM
Por: Redação OD

No dia 14 de agosto de 2018, por ocasião da abertura do III Simpósio Nacional de História Militar (SNHM), realizado na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), no Rio de Janeiro, a Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM) lançou o número 27 da revista Navigator: Subsídios para a história marítima do Brasil. Nesta edição, a publicação traz o dossiê temático “150 anos da Passagem de Humaitá: história, memória e repercussões político-militares”, organizado pelo professor doutor Francisco Doratioto, da Universidade de Brasília, autor do livro Maldita Guerra: nova história da Guerra do Paraguai.

terça-feira, 31 de julho de 2018

Missão: Cartas Náuticas


Por: Vivianne Geber

Foi festejado e divulgado, que pesquisadores europeus encontraram, em Marte, um lago de água (em estado líquido) de 20km de largura. Infelizmente, porém, está além das tecnologias atuais enviar para o espaço uma sonda capaz de explorar o lago marciano. Aqui, na Terra, por outro lado, água é que não falta.  E também é preciso muita ciência e tecnologia para garantir uma navegação segura no nosso planeta. São altos estudos nas áreas de cartografia, sinalização náutica, meteorologia e oceanografia. Só para começar. A cartografia, por exemplo, já utiliza tecnologia de ponta, como satélites, sistemas de varredura a laser, sistemas computacionais de processamento de imagens e estações topográficas eletrônicas. A Carta Náutica, resultado do trabalho meticuloso dos hidrógrafos e fundamental para a navegação, é um documento cartográfico e decorrente de levantamentos de áreas oceânicas, marés, baías, rios, lagos e lagoas.

terça-feira, 3 de julho de 2018

Arqueólogos da agência de Defesa POW/MIA Accounting Agency (DPAA), encontram piloto desaparecido há 75 anos

Mergulhador militar francês nadando sobre destroços do avião norte-americano P-47 Thunderbolt, perto da ilha de Córsega.
Por: Redação OD

Repousando no leito do mar, à uma profundidade de 18 metros e diante de um dos mais belos visuais da Córsega, uma equipe de arqueólogos americanos (especialistas em busca de desaparecidos), auxiliados pela Marinha francesa, buscam os restos mortais de um piloto norte-americano que caiu no mar desta região durante a Segunda Guerra Mundial, no cumprimento da promessa em levar de volta para casa, todos os seus militares. "É uma questão de honra para o governo americano: não deixamos ninguém para trás, mesmo os que tombaram no campo de batalha. É uma promessa que cumpriremos, inclusive hoje, 75 anos depois", explica Simon Hankinson, cônsul-geral dos Estados Unidos em Marselha, e que acompanha de perto as buscas a partir do Pluton, navio-base dos mergulhadores da marinha francesa. 

terça-feira, 26 de junho de 2018

Fotos coloridas raras e inéditas, do fotógrafo pessoal de Adolf Hitler e que estavam enterradas são reveladas



Por: Redação OD

Hugo Jaeger foi um dos fotógrafos pessoais de Adolf Hitler, e o acompanhou desde os primórdios que antecederam a Segunda Guerra (1936) e ficando até o final dela em 1945, neste interstício de tempo o fotógrafo conseguiu registrar cerca de 2.000 fotografias do ditador alemão, em vários contextos. Jaeger era um dos poucos fotógrafos que fazia uso das técnicas de fotografia coloridasnaquela época, onde também se especializou em tirar fotografias coloridas dos espetáculos de propagandas nazista, ao contrário do outro fotógrafo pessoal de Hitler, Heinrich Hoffmann. Conforme a guerra avançava para o seu fim em 1945, Jaeger escondeu as fotografias em uma mala de couro, com receio de uma possível prisão ou de ser acusado de fazer parte da cúpula nazista. 

terça-feira, 24 de abril de 2018

Primeira mulher negra é nomeada pelo presidente Trump como General de Brigada no U.S Marines Corps


Por: Redação OD
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez história na última terça-feira (10) ao nomear a primeira mulher negra, do U.S Marines Corps (Corpo de Fuzileiros Navais) a chegar ao generalato, conforme fora anunciado pelo Secretário de Defesa, Jamie N. Mattis. Se confirmnado, a Coronel Lorna M. Mahlock será a primeira mulher negra a alcançar o posto de brigadeiro-general dos U.S.M.C, o menor dos quatro ramos militares no organograma das forças armadas dos Estados Unidos. Atualmente, Mahlock atua como vice-diretora de Operações, Planos, Políticas e Gestão de Operações na sede do Corpo de Fuzileiros Navais em Washington, Distrito de Colúmbia.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

19 de abril - Dia do Exército, com orgulho




No dia 15 de fevereiro de 1630, o Nordeste brasileiro começava a viver o pesadelo da invasão dos holandeses, pertencentes à Companhia das Índias Ocidentais. Após 15 anos de bravo enfrentamento, lutando contra forças superiores, em 23 de maio de 1645, 18 líderes da Insurreição Pernambucana assinaram um termo, no qual se destaca o uso, pela primeira vez no Brasil, da palavra "pátria", no seu sentido atual. No documento, verdadeiro "Compromisso Imortal", há, também, providências que, hoje, seriam consideradas mobilização de Reservas:

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Ministro do Superior Tribunal Militar conhece o Museu Aeroespacial


Por: Redação OD

O ministro do Superior Tribunal Militar (STM), Péricles Aurélio Lima de Queiroz, visitou, no domingo (20/08), o Museu Aeroespacial (MUSAL), no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro (RJ).  Não conhecia a dimensão do museu e me surpreendi com o seu acervo, a conservação, a orientação de museologia, de história. Considero uma organização militar especializada e importantíssima para a história da Força Aérea Brasileira e do País”, enfatizou o ministro do STM.

domingo, 30 de julho de 2017

Navio de Transporte BARROSO PEREIRA (G 16) um japonês de alma Brasileira


Por: Anderson Gabino

O Navio de Transporte BARROSO PEREIRA, foi o segundo de uma série de quatro navios (CUSTÓDIO DE MELLO, ARY PARREIRAS e SOARES DUTRA), construído junto aos Estaleiros ISHIKAWAJIMA HEAVY INDUSTRIES CO., Japão, cuja quilha foi batida em 13 de dezembro de 1953, lançado ao mar em 07 de agosto de 1954 e incorporado à Armada em 07 de janeiro de 1955 pelo Aviso Ministerial nº 062, com indicativo visual G16. Primeiro navio da Marinha do Brasil a ostentar o nome BARROSO PEREIRA, em homenagem ao Imediato da Fragata NITERÓI, Capitão-de-Fragata Luiz Barroso Pereira, que fez parte na Campanha da Independência, perseguindo a esquadra lusitana que se retirava da Bahia até avistar as costas de Portugal.

domingo, 14 de agosto de 2016

Como surgiu a continência dos militares?


Por: Redação OD

A continência militar é um gesto bastante conhecido pela população e tem, até mesmo, um forte significado na história da humanidade. A origem dessa saudação militar nos leva de volta à Idade Média, quando a continência era usada como um símbolo de respeito para com os reis. O objetivo da continência era saudar o soberano da nação, e isso acontecia sempre antes de grandes batalhas de cavaleiros. Nessa saudação, os guerreiros faziam uma reverência ao rei, erguendo com a ponta dos dedos da mão direita a viseira do elmo que fazia parte da armadura medieval.