Mostrando postagens com marcador Corrida Armamentista. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Corrida Armamentista. Mostrar todas as postagens

domingo, 8 de abril de 2018

O mundo assiste a uma nova Guerra Fria entre Russia e Ocidente? Escalada nas tensões tem gerado comparações.


Por: Redação OD
As relações entre a Russia e o Ocidente vivem um dos momentos mais tensos dos últimos anos, sobretudo após o Reino Unido acusar Moscou pelo envenenamento de um ex-espião russo com gás nervoso em solo britânico. A onda de apoio a Londres por parte de outros países ocidentais, que expulsaram diplomatas russos, despertou especulações a respeito de uma "nova Guerra Fria" - comparando o cenário atual à rivalidade militar e ideológica entre a União Soviética e os EUA entre os anos 1950 e 80. Mas tal comparação pode ser enganosa? 

segunda-feira, 2 de abril de 2018

A pouco conhecida história de como os EUA levaram as primeiras armas nucleares à península da Coreia

Líder norte-coreano, Kim Jong-Un, acompanha lançamento de míssil (Foto: KCNA via KNS/AFP)
Por: Redação OD

"Estamos comprometidos com a desnuclearização da península da Coreia, em sintonia com a vontade do outrora presidente Kim Il-sung e do secretário Kim Jong-il." As palavras do líder norte-coreano, Kim Jong-un, durante encontro com o presidente da China, em Pequim, surpreenderam muita gente. Apesar dos gestos de aproximação da Coreia do Norte, que tem reuniões previstas com os presidentes da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, a comunidade internacional ainda está cética. Mas como começou a corrida armamentista na península coreana? A insegurança atual está diretamente relacionada a um episódio pouco conhecido hoje em dia: a chegada à península coreana das primeiras armas nucleares norte-americanas. Uma nuclearização que, como destaca o jornalista norte-americano Walter Pincus, ocorreu em clara violação ao acordo que pôs fim aos conflitos da Guerra da Coreia.

sábado, 17 de março de 2018

China lidera a corrida pela construção de uma arma eletromagnética


Por: Redação OD
Especialistas, após longas discussões sobre o tema, finalmente concordaram que dispositivo instalado a bordo do navio Haiyang Shan, sendo algo excepcionalmente grande e diferente de qualquer outra coisa no arsenal de guerra chinesde fato venha a ser uma arma eletromagnéticaEmbora o governo de Pequim não tenha confirmado a existência desta nova arma, vários jornais, incluindo o Asia Times, citaram como fontes militares chineses dizendo que os testes estão em uma fase avaçandadispositivo foi inicialmente testado em Wuhan, antes dos testes feito no mar, como relatados no início deste ano.