Mostrando postagens com marcador Guerra Fria. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Guerra Fria. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Skunk Works comemora 75 anos de inovações e sigilo a serviço dos Estados Unidos


Por: Redação OD

O que há em comum entre os os projetos dos Lockheed’s P-80 Shooting Star, F-104 Starfighter, U-2 , SR-71 Blackbird, drone supersônico D-21, F-117 e o ainda "secreto" SR-72. Todos foram projetados e desenvolvidos pela área de projetos secretos “Skunk Works” da Lockheed. Os que atuam na área de defesa e na indústria aeroespacial sabem que a Lockheed Skunk Works quebrou barreiras com suas inovações de defesa que de certo modo mudaram o mundo, e provável ela continue a fazê-lo hoje ainda, por trás de um espesso véu de sigilo. Fundada em meados dos anos 40, no auge da Segunda Guerra Mundial, quando as aquisições de defesa precisavam ser aceleradas para se permanecer a frente dos adversários do Eixo, e especialmente da Alemanha e seus programas secretos de armas, a Skunk Works da Lockheed foi encarregada de desenvolver tecnologia aeroespacial inovadora.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Programa Espacial Brasileiro foi alvo de espionagem por parte da CIA. Até satélites foram usados para vigilância


Por: Redação OD

A Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos, mais conhecida com "CIA", usou satélites para espionar o programa espacial brasileiro e o complexo industrial militar do País entre 1978 e 1988. Documentos desclassificados pelo governo americano em dezembro de 2016 mostram análises de fotos aéreas das instalações de fábricas, da base de lançamentos de foguetes em Natal (RN), e do campo de provas de armamentos da Serra do Cachimbo, onde a Força Aérea Brasileira (FAB) construía um poço que poderia ser usado em testes de artefatos nucleares. Além de satélites, os papéis mostram que os adidos de defesa e a embaixada americana dispunham de uma rede de informantes.

domingo, 8 de abril de 2018

O mundo assiste a uma nova Guerra Fria entre Russia e Ocidente? Escalada nas tensões tem gerado comparações.


Por: Redação OD
As relações entre a Russia e o Ocidente vivem um dos momentos mais tensos dos últimos anos, sobretudo após o Reino Unido acusar Moscou pelo envenenamento de um ex-espião russo com gás nervoso em solo britânico. A onda de apoio a Londres por parte de outros países ocidentais, que expulsaram diplomatas russos, despertou especulações a respeito de uma "nova Guerra Fria" - comparando o cenário atual à rivalidade militar e ideológica entre a União Soviética e os EUA entre os anos 1950 e 80. Mas tal comparação pode ser enganosa? 

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Relatório da Década de 50 da CIA, relata que o Nordeste Brasileiro era crucial para defender EUA de ataque soviético

Soldados americanos se divertem em praia em Natal durante a Segunda Guerra Mundial IVAN DMITRI/MICHAEL OCHS ARCHIVES / GETTY IMAGES
Por: Redação OD
Após ocupar o Leste Europeu, os soviéticos agora avançam pelo Hemisfério Sul. As tropas comunistas invadem a Austrália, ocupam a África e de lá partem para a conquista do território de onde lançarão a ofensiva final contra os Estados Unidos: o Nordeste do Brasil. O cenário hipotético é narrado em um relatório da CIA (agência de inteligência dos EUA) divulgado nesta semana, entre cerca de 800 mil documentos que vieram à tona após uma longo processo movido por defensores do livre acesso à informação.

sábado, 24 de junho de 2017

Duas aeronaves Boeing E-4 B (Advanced Airborne Command Post) sofrem danos por conta de um Tornado


Por: Redação OD

Estas aeronaves foram projetadas no intuito de salvar vidas, onde as quais conseguissem sobreviver após um ataque nuclear de grande escala, mas não conseguiram resistir ao vento forte, e sofreram danos estruturais (não revelados) provocados por um tornado, informa a agência AFP. Como destaca a agência, o Boeing E4-B foi elaborado nos anos 70 no decurso da Guerra Fria, como um centro de comando voado (Advanced Airborne Command Post) que, em caso de uma guerra nuclear, poderiam se manter voando por vários dias, ele é conhecido como "Airplane last judgment" ou avião do juízo final.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

África de las Heras, a espanhola que criou uma rede de espiões para os soviéticos na América do Sul

África de las Heras foi enterrada em Moscou e o codinome Pátria está em sua lápide
Por: Redação OD
Para a KGB, a famosa agência de inteligência da antiga União Soviética, seu codinome era "pátria". Mas África de las Heras tinha muitos nomes. No México, por exemplo, conheceram-na como María de la Sierra. E no Uruguai, de onde coordenou uma rede de espionagem soviética na América do Sul em plena Guerra Fria, era Maria Luísa. Mas como essa espanhola de família rica e vinculada ao exército de seu país se tornou uma das agentes do regime soviético mais relevantes na América Latina?

terça-feira, 7 de junho de 2016

Otan realiza manobras de grande porte na Polônia, em meio à crescente influência russa no Leste Europeu


Por: Redação OD

Milhares de soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) chegaram à Polônia nesta terça-feira (6) para dar início ao maior exercício militar da aliança no Leste Europeu desde a Guerra Fria. As chamadas manobras Anaconda, com dez dias de duração, têm como objetivo reforçar a segurança regional em meio à crescente influência da Rússia na região. Moscou condenou as manobras, que considera provocações desnecessárias. O porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dmitry Peskov, afirmou que elas não contribuem para uma "atmosfera de confiança e segurança". "Infelizmente, estamos testemunhando uma diminuição da confiança mútua", declarou.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Pentágono: Escudo antimísseis na Europa não serve para defender os EUA da Rússia



Por: Redação OD
O chefe do Departamento de Defesa dos EUA Ashton Carter reiterou nesta sexta-feira (13) as declarações de que o sistema americano de defesa antimísseis não está sendo implantado na Europa como um mecanismo de defesa contra a Rússia. "O nosso sistema antimísseis é criado como uma defesa contra o Irã e a Coreia do Norte… Ele não serve para, e é incapaz de, defender os EUA da Rússia" – declarou Carter em entrevista coletiva dedicada à nomeação do novo comandante do Comando de Defesa Aeroespacial dos EUA Lori Robinson.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Operação Crossroads: Expedição científica encontra o porta-aviões utilizado nos testes nucleares de 1946

Vista Aérea de um teste nuclear no Atol de Bikini

Por: Redação OD 
A imagem era surrealista. Porta-aviões destroyers (navios de guerra) repletos de cabras, porcos e ratos flutuavam nas paradisíacas águas do atol de Bikini, no oceano Pacífico, em julho de 1946. O Governo dos EUA havia expulsado os 167 nativos das ilhas para bombardeá-las com duas armas nucleares de 20 quilotons cada uma – superiores, portanto, ao artefato de 15 quilotons detonado em Hiroshima. Em 1o. de julho, os militares lançaram em Bikini a bomba Gilda, com a imagem gravada da personagem homônima interpretada por Rita Hayworth no cinema. O anúncio do filme, que estreou naquele mesmo ano, proclamava: “Bela, mortal... usando todas as armas de uma mulher”. Em 25 de julho, atiraram a segunda, batizada Helena de Bikini, numa alusão a Helena de Troia, a mulher que fez tantos heróis da mitologia grega sucumbirem. 

domingo, 17 de abril de 2016

Pilotos Russos realizam voo de 7h04min a bordo de um MIG 31 BM e estabelecem um novo recorde (Vídeo)


Por Redação OD
Ultimamente com a discussão, por parte dos observadores internacionais sobre a questão de a Guerra Fria ter retornado à cena entre as nações em virtude do aumento dos conflitos bélicos pelo mundo afora, ficam os questionamentos de qual país está melhor preparado para uma destruição progressiva ou em massa: serão os EUA os mais poderosos ou o remanescente mor do império soviético, a Rússia?