Mostrando postagens com marcador Guerra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Guerra. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Comunismo e Nazismo: Documentos revelam que Fidel Castro recrutou ex-nazistas da SS para treinar o Exército cubano


Por: Redação OD

Tudo por Cuba, Tudo pela Revolução!!! Até onde se vai a inescrupulidade humana, quando se é colocado os seus “ideais e anseios” acima do coletivo popular. Fidel “o grande revolucionário” tinha esta premissa. Documentos do Bundesnachrichtendienst-BND (Serviço Federal de Informações) revelam que Fidel Castro contratou ex-nazistas para treinar o exército cubano durante o episódio que ficou conhecido como a Crise dos Mísseis, entre os Estados Unidos e a União Soviética, em outubro de 1962. De acordo com o relatório, baseado em documentos confidenciais recém-divulgados, o líder cubano chegou a contratar quatro ex-oficiais da SS, divisão do Exército nazista, que iriam embarcar rumo a Cuba no dia 25 de outubro de 1962 para treinar tropas na ilha.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Como destruir o arsenal nuclear norte-coreano....Invasão terrestre? O Pentágono diz que sim!


Por: Redação OD

Quando se começa a imaginar um cenário de guerra entre os EUA e a Coréia do Norte, um pergunta vem a tona. De como poderá ser efetuado a destruição deste arsenal nuclear? Uma invasão terrestre seria a solução? Segundo os estrategistas do Pentágono, a resposta é Sim. Baseado nessa afirmação os Congressistas norte-americanos estão preocupados porque causaria "uma centenas de milhares, ou mesmo milhões de mortes, apenas nos primeiros dias de combate" O Pentágono, considera que "a única forma" de destruir, com a "certeza absoluta", o arsenal nuclear norte-coreano, seria através de uma invasão terrestre, segundo documentos enviados aos congressistas dos EUA.

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Militantes iemenitas derrubam drone norte-americano com míssil terra-ar (VÍDEO)


Por: Redação OD

Um vídeo publicado pelo canal de TV Al-Masirah, mostra um drone sendo abatido por um míssil terra-ar, que fora disparado por militantes houthis do Iêmen os quais filmaram o abate do drone de reconhecimento norte-americano MQ-9 Reaper. Ao fim do vídeo, pode-se ver uma multidão observando os destroços do drone em chamasAs primeiras notícias dão conta que o MQ-9 Reaper tinha sido abatido ao norte da capital iemenita, Sanaa. Segundo os militantes, o veículo estaria realizando um voo de reconhecimento.

domingo, 1 de outubro de 2017

A guerra contra atiradores do Estado Islâmico escondidos nas ruínas que sobraram de Raqqa (vídeo)


Por: Redação OD

Após três meses de combates, as Forças Democráticas da Síria (SDF), que é a aliança entre combatentes árabes e curdos apoiada pelos Estados Unidos, anunciaram em setembro que conseguiram expulsar 80% dos militantes do grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) da cidade de Raqqa, no norte da Síria. Há três anos, Raqqa foi proclamada a capital do chamado “califado” do Estado Islâmico. A cidade foi transformada pelo grupo, que aplicou uma interpretação extremista da lei islâmica e usava decapitações, crucificações e tortura para aterrorizar moradores que se opunham a eles. 

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Pequim observa com preocupação o agravamento da situação na península Asiática


Por: Redação OD

O Governo de Pequim tem manifestado preocupação com o agravamento da situação na península Asiática e vem apelando as duas partes do conflito para atuarem com moderação e evitarem declarações provocadoras, disse nesta segunda-feira (25) o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang. "A China está muito preocupada com a escalada da situação na península Asiática. Consideramos que a situação continua sendo muito difícil e sensível. Com isso achamos que as partes têm de evitar declarações e ações que possam vir a provocar uma escalada futura, e as duas partes devem pôr fim às provocações mútuas e atuarem com moderação", afirmou Lu Kang.

EUA envia mensagem de advertência a Coreia do Norte sobrevoando seu litoral


Por: Redação OD

Após a escalada verbal, a demostração de força. Bombardeiros americanos voaram neste sábado perto da costa leste da Coreia do Norte em uma demostração de força do poder militar dos Estados Unidos ao programa armamentista de Pyongjang, cujas provocaçoes e ambições nucleares desencadearam um novo aumento da tensão bilateral. O vôo aconteceu depois de dias de retórica cada vez mais belicosa entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o regime do líder norte-coreano Kim Jong-Un.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Mesmo após ser votada as sanções da ONU, Coreia do Norte ameaça redobrar esforços aumentando ainda mais a tensão na península


Por: Redação OD

A Coreia do Norte desafiou nesta quarta-feira as sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU após o sexto e maior teste nuclear do regime norte-coreano, se comprometendo a redobrar esforços para combater o que disse ser uma ameaça de invasão norte-americana. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que as sanções de segunda-feira, aprovadas por unanimidade pelos 15 membros do Conselho, são apenas um pequeno passo em direção ao que é necessário em última instância para lidar com os programas nuclear e de míssil de Pyongyang.

domingo, 3 de setembro de 2017

Em caso de ataque, quais seriam as opções militares dos Estados Unidos contra a Coreia do Norte

lançamento do foguete que sobrevoou o Japão, segundo o regime norte-coreano Foto: Reuters
Por: Redação OD

Durante a semana, o presidente norte-americano Donald Trump disse que "nenhuma opção está descartada" em relação à Coreia do Norte, depois que o país disparou, na última semana, um míssil que sobrevoou o Japão. Isso antes de Pyongyang anunciar, neste domingo, a realização de um teste nuclear com uma bomba de hidrogênio que poderia ser instalada em um míssil de longo alcance. Apesar de diversas sanções diplomáticas e econômicas, a Coreia do Norte não apenas se recusa a interromper seu programa nuclear como parece estar desenvolvendo capacidades mais ousadas de forma mais rápida que o esperado.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Tensão na Ásia: Coreia do Norte diz que tem quatro mísseis para atacar bases dos EUA em Guam e Pentágono alerta sobre sua superioridade militar


Por: Redação OD

A Coreia do Norte voltou a ameaçar os Estados Unidos com um ataque às bases americanas na ilha de Guam. O governo afirmou que tem quatro mísseis de alcance médio preparados e apontados nessa direção para serem lançados após a ordem do líder norte-coreano, Kim Jong-un. O Exército norte-coreano "está examinando seriamente o plano" para executar um ataque com quatro mísseis Hwasong-12, de categoria média, contra Guam, "um forte sinal de advertência aos Estados Unidos", informou a agência estatal norte-coreana KCNA em comunicado.

domingo, 6 de agosto de 2017

ONU investiga valas comuns e atrocidades no norte do Mali


Por: Redação OD

A missão da ONU no Mali anunciou este sábado que está a investigar a existência de valas comuns no norte do país e numerosas denúncias de violações dos direitos humanos por grupos armados que tentam controlar a região. Em comunicado, a missão (MINUSMA) indicou ter sido informada de "acusações de abusos e de violações graves dos direitos humanos, imputados aos movimentos signatários" do acordo de paz, em maio-junho de 2015, entre os grupos armados pró-governamentais, reunidos na "Plataforma", e os grupos da Coordenação dos Movimentos da Azawad (CMA, ex-rebeldes de predominância tuaregue).

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Presidente da República Michel Temer, assina decreto em que autoriza a atuação das Forças Armadas no Rio de Janeiro

Por: Redação OD
O presidente Michel Temer assinou hoje (28) decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para a garantia da lei e da ordem no Rio de Janeiro. O decreto, que está publicado em edição extra do Diário Oficial da União, autoriza a permanência dos militares no Rio de hoje até o dia 31 de dezembro. A atuação das Forças Armadas no estado será em apoio às ações do Plano Nacional de Segurança Pública.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Ucrânia corta o fornecimento de energia elétrica aos territórios de Donbass


Por: Redaçãoo OD

A Ucrânia cortou o fornecimento de eletricidade aos territórios de Donbass não controlados por Kiev, segundo relatos da operadora nacional de energia. Autoridades Ucrâniamas suspenderam desde o último dia 26 de julho o fornecimento de eletricidade aos territórios não controlados da região de Donetsk. Atualmente, Kiev não fornece energia às repúblicas autoproclamadas de Donetsk e Lugansk, informou o diretor interino da operadora de energia ucraniana Ukrenergo, Vsevolod Kovalchuk. De acordo com ele, as necessidades de energia nestes territórios são feitas, graças às usinas termoelétricas localizadas na região de Donetsk, que não são controladas por Kiev, bem como a outros produtores de energia nos territórios não controlados.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Antes tarde do que nunca... Marinha do Iraque recebe 2 corvetas Classe Assad compradas junto à Itália na década de 80


Por: Redação OD

A Marinha do Iraque recebeu duas corvetas da classe Assad, produzidas na Itália, cuja entrega fora adiada por mais de três décadas. As corvetas Musa ibn Nusayr e Tariq ibn Ziyad, batizadas em nome dos chefes militares da época da conquista muçulmana da Espanha, foram produzidas com um acordo de um contrato firmado na década de 80. O acordo previa a construção de um grupo de navios para a Marinha do Iraque, as quais seriam respectivamente, quatro fragatas da classe Lupo, seis corvetas da classe Assad, um navio-tanque e mais um cais flutuante. 

sábado, 13 de maio de 2017

Exército sírio consegue retomar o aeroporto de Jarrah que estava em poder do Estado Islâmico


Por: Redação OD

O exército sírio se apoderou do aeroporto militar de Jarrah, no norte do país, que estava nas mãos do grupo extremista Estado Islâmico (EI) desde 2014, afirmaram neste sábado, 13, o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) e uma fonte militar. "O exército retomou o controle do aeroporto de Jarrah e agora realiza operações de busca. Praticamente todos os extremistas abandonaram o lugar, mas os combates continuam contra uns poucos", declarou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH.

domingo, 30 de outubro de 2016

Forças iraquianas se aproximam da cidade de Mossul pelo sul

Forças Mobilização Popular atacam alvo do Estado Islâmico sul de Mossul, no sábado (29) (Foto: Reuters)
Por: Redação OD

Tropas iraquianas e forças de segurança avançavam rumo a Mossul pelo sul e sudeste da cidade neste domingo (30), disseram autoridades iraquianas. Os combatentes iraquianos têm o apoio pelo ar e por terra de uma coalizão liderada pelos Estados Unidos na tentativa de atacar o principal reduto do grupo militante Estado Islâmico. Um comunicado das Forças Armadas disse que a nona divisão blindada do Exército assumiu o controle da vila de Ali Rash, cerca de 7 km a sudeste de Mossul.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Kiev teme deserção em massa de suas Forças Armadas após rumores sobre uma possível mobilização de tropas



Por: Redação OD

O presidente ucraniano vetou recentemente uma lei que permitiria aos soldados que cumprem o serviço militar em regime de contrato cancelarem os mesmos antes do fim do prazo. Segundo o especialista Yuri Sergeev, é simplesmente mais um sinal de que Kiev teme cada vez mais a deserção em massa, enquanto a guerra no leste da Ucrânia continua se arrastando.

sábado, 17 de setembro de 2016

Sistema 'Iron Dome' de Israel derruba mísseis de conflito sírio


Por: Redação OD
O sistema de defesa contra foguetes de Israel "Iron Dome" derrubou no sábado dois "projéteis" perdidos disparados durante os combates na guerra civil na Síria, disse um militar israelense. Há um transbordamento frequente dos confrontos entre as facções na Síria para as Colinas de Golã, controladas por Israel, mas esta foi a primeira vez que o Iron Dome foi ativado para interceptar os ataques.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

EUA vão desativar bombas lançadas no Laos, durante a Guerra do Vietnã

U.S. Navy A-6A Intruder all-weather bombers, in 1968
Por: Redação OD
Os Estados Unidos anunciaram que vão alocar U$ 90 milhões para desativar milhares de bombas lançadas pelas forças americanas no Laos durante a guerra do Vietnã. Os restos de munição já mataram 20 mil pessoas nos últimos anos. Um terço das 270 milhões de bombas de fragmentação lançadas pela aviação americana, entre 1964 e 1973, não explodiu até hoje. O anúncio foi feito durante a cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean). 

sábado, 27 de agosto de 2016

'Escudo de Eufrates': A operação turca que pode alterar a correlação de forças na Síria


Por: Redação OD

Analistas afirmam que a operação turca "Escudo de Eufrates" pode vir a mudar o equilíbrio de forças na região a favor de Washington, enquanto outros alertam que os EUA podem se afastar dos seus aliados curdos na Síria. Eles concordam, porém, que o envolvimento de Ancara vai mudar drasticamente o curso da guerra. A intervenção da Turquia na Síria pode mudar drasticamente o curso da guerra, afirmam diversos analistas. "O exército turco lançou uma operação na quarta-feira com o nome 'Escudo de Eufrates' juntamente com a coalizão liderada pelos Estados Unidos na cidade fronteiriça de Jarablus para "limpar" a área do Daesh", informou o jornal turco Sabah na quarta-feira (24).

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Super Tucanos na luta contra o terror, turboélices atacam redutos do Taleban, da Al-Qaeda e do Estado Islâmico no Afeganistão


Por: Redação OD
O avião de ataque leve A-29 Super Tucano, da Embraer, está sendo utilizado há pouco mais de dois meses pela aviação militar do Afeganistão para bombardear posições dos movimentos extremistas Taleban, Al-Qaeda e Estado Islâmico. A primeira missão do turboélice brasileiro na guerra ao terror foi na noite de 15 de abril, em Badakhshan, no nordeste do país, contra o abrigo onde estava um comandante local de forças radicais. Nos dias seguintes, operações foram realizadas no vale do Rio Khostaki e no distrito de Jurm. A região abriga uma poderosa base de insurgentes.Três líderes locais morreram nos bombardeios. Autoridades afegãs não revelaram suas identidades. Um deles era do Tajiquistão e foi morto com outras 12 pessoas. O Taleban publicou em seu site que entre as vítimas, “da mesma família”, havia mulheres e crianças não militantes. As ações, sempre noturnas, atingiram um campo de treinamento, provavelmente do EI, segundo um oficial do Exército.