Mostrando postagens com marcador Alemanha Nazista. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Alemanha Nazista. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Pesquisadores Japoneses encontram 3 submarinos da 2ª Guerra Mundial afundados intencionalmente e semi-intactos


Por: Redação OD

De acordo com o canal de televisão NHKpesquisadores japoneses do Instituto de Tecnologia de Kyushu, descobriram três submarinos da marinha imperial japonesa, (incluindo o U-511 que a Alemanha nazista entregou à Marinha Imperial Japonesa em 1943), os quais foram encontrados quase intactos no leito marinho no Mar do Japão ao largo da costa da província de Quioto, disseram os pesquisadores nesta terça-feira (3). O submarino encontra-se a 90 metros de profundidade no fundo da baía de Wakasa. Os pesquisadores identificaram os nomes dos submarinos, que sobreviveram à 2ª Guerra Mundial, mas estes três submarinos não foram destruídos em combate, e sim afundados intencionalmente pela Administração Ocupacional dos EUA após o fim da guerra, em 1946. 

sábado, 27 de janeiro de 2018

Conheçam alguns truques utilizados pelo "Exército Fantasma" dos EUA para enganar os nazistas na 2ª Guerra

Veículos e outros objetos infláveis ajudavam a despistar o inimigo (Foto: Getty Images)
Por: Redação OD

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Exército americano criou uma unidade secreta para enganar os nazistas nos campos de batalha na Europa. O 23º quartel-general das Tropas Especiais, também conhecido como Exército Fantasma, usou ilusionismo e outros truques para se passar por tropas reais e confundir os alemães sobre o tamanho e a localização das forças aliadas. Estima-se que, em 21 operações, o Exército Fantasma tenha salvo milhares de vidas. Acredita-se que nunca tenha sido descoberto. Rick Beyer e Elizabeth Sayles, autores de The Ghost Army of World War II (2015; O Exército Fantasma da 2ª Guerra Mundial, em tradução livre), revelaram as formas como essa unidade despistava inimigos.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Há 75 anos, Brasil declarava guerra à Alemanha e assim era dada uma resposta à pressão da população e aos americanos


Por: Redação OD

Rio de Janeiro, 22 de agosto de 1942. Getúlio Vargas se reúne com seus ministros no Palácio Guanabara. Depois de uma hora e meia de reunião, o governo anuncia que o Brasil estava em "estado de beligerância" com a Alemanha Nazista e a Itália Fascista. Na prática, era uma declaração de guerra. E foi essa última palavra que foi usada por alguns jornais brasileiros em suas edições extras publicadas no mesmo dia. "Guerra!", anunciou "O Globo" em letras garrafais. "Foi uma resposta à pressão que o governo vinha sofrendo da população, de ministros simpáticos à causa aliada e dos próprios americanos", afirma o historiador Rodrigo Trespach, autor do livro "Histórias não (ou mal) contadas: Segunda Guerra".