quarta-feira, 18 de julho de 2018

Vídeo do porta-aviões americano USS Lexington, afundado durante a Batalha do Mar de Coral mostra o navio intacto


Por: Redação OD

Os destroços do porta-aviões USS Lexington que afundou durante a Segunda Guerra Mundial foram encontrados na costa da Austrália, e em um bom estado de preservação. A equipe que encontrou a embarcação foi comandada pelo co-fundador da Microsoft Paul Allenporta-aviões estava cerca de 800 km da costa australiana e a uma profundidade de 3 km. Imagens registradas pela equipe de Allen mostra a embarcação em ótimo estado de conservação apesar dos 76 anos debaixo d’água. A embarcação, que tinha a bordo 35 aviões, afundou entre os dias 4 e 8 de maio de 1942 durante a Batalha do Mar de Coral, quando foi bombardeado incansavelmente por aviões japoneses. Mais de 200 marinheiros morreram na batalha e mais de 2000 foram resgatados.

O confronto é considerado importante para a guerra por marcar o avanço japonês sobre o pacífico. Segundo o porta-voz da equipe de Allen, o USS Lexington, ou “Lady Lex” como também era chamado, estava em sua lista de prioridades para ser encontrado justamente por ter se perdido durante a Segunda Guerra. Foram cerca de seis meses para conseguir localizar o navio. A Marinha americana informou que não irá recuperar a embarcação, pois ela é considerada um túmulo de guerra. O almirante Harry Harris, atual comandante em chefe do Comando do Pacífico dos Estados Unidos e cujo pai lutou na batalha, elogiou a descoberta: “Como filho de um sobrevivente do USS Lexington, ofereço meus parabéns a Paul Allen e à equipe de expedição para localizar o ‘Lady Lex'”, afirmou nesta terça-feira.





*Com informações de agências de notícias internacionais
Postar um comentário