Mostrando postagens com marcador Japão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Japão. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de outubro de 2017

Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirma à venda de três drones de vigilância por US$ 130 milhões ao Japão


Por: Redação OD

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos, emitiu nota confirmando que a empresa Northrop Grumman irá vender três drones de vigilância Global Hawk para o governo do Japão ao valor de US$ 130 milhões. Os veículos aéreos não tripulados serão utilizados para monitorar os movimentos militares da Coreia do Norte. Os recentes testes de mísseis balísticos realizados pela Coreia do Norte, têm causado grande preocupação na comunidade internacional desde que um míssil norte-coreano sobrevoou o território do Japão no final de agosto. 

domingo, 3 de setembro de 2017

Coreia do Norte anuncia teste nuclear 'bem-sucedido' com bomba de hidrogênio

TV estatal da Coreia do Norte divulgou imagens do líder Kim Jong-un assinando autorização para a realização do teste nuclear (Foto: Reprodução/BBC)
Por: Redação OD
O governo da Coreia do Norte anunciou na madrugada deste domingo (3) que realizou um teste 'bem-sucedido' com uma bomba de hidrogênio que pode ser carregada no novo míssil balístico intercontinental do país. O teste nuclear provocou um tremor de magnitude 6,3 no território norte-coreano. Segundo a agência Reuters, este é o sexto teste atômico feito por Pyongyang nos últimos 11 anos.No anúncio feito pela TV estatal, o governo de Kim Jong-un disse que o teste foi um 'sucesso perfeito' e representa um passo 'significativo' para completar o programa de armas nucleares do país. A confirmação do teste aconteceu horas depois de um tremor de magnitude 6,3 ser detectado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) no noroeste da Coreia do Norte, em uma região usada para testes militares.

sábado, 26 de agosto de 2017

O Longo "braço" estratégico dos EUA fora do seu território


Por: Redação OD
Kim Jong-un, ameaça desferir um ataque com mísseis balísticos contra instalações militares dos EUA, caso o Pentágono continue ampliando sua presença militar na Coreia do Sul. Sendo assim, especula-se muito sobre se, o líder norte-coreano irá de fato se atrever à atacar uma base ou um aliado norte-americano e qual será a resposta americana, caso tais ameaças tornem-se reais. Notícias vindas de Pyongyang, afirmam que os preparativos para um ataque de mísseis contra as bases americanas, estão terminados e acertados, tal afirmativa fora feita no início da semana por, Zin Jeong Hep, representante interino para assuntos de Negócios Internacionais. 

domingo, 13 de agosto de 2017

Japão ativa seus sistemas antimísseis diante das ameaças de ataque da Coréia do Norte


Por: Redação OD

O Japão ativou neste sábado (12) seu sistema de defesa antimísseis Patriot, após a Coreia do Norte ameaçar atacar a Ilha de Guam com mísseis sobre o território japonês. O ministério da Defesa começou a ativar o sistema de proteção aérea Patriot 3 (PAC-3) em Shimane, Hiroshima e Kochi, no oeste do Japão, localidades que segundo Pyongyang poderão ser sobrevoadas por seus mísseis em direção à Guam. O Japão também se dispunha a ativar o sistema de defesa antimísseis em Ehime, segundo a agência estatal NHK.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Bomba da 2ª Guerra Mundial é encontrada na usina nuclear de Fukushima

Forças de Defesa Auto-Defesa do Japão removem uma bomba de 1 ton. não detonada e que foi lançada pelos EUA durante a Segunda Guerra Mundial em 10 de julho de 2005 em Nishitokyo, no oeste de Tóquio, no Japão. Foto Divulgação

Por: Redação OD

Funcionários que estavam trabalhando na construção de um estacionamento na região externa da usina nuclear de Fukushima, destruída por um tsunami em 2011, encontraram uma bomba enterrada. O artefato, medindo 89 cm de comprimento por 15 cm de diâmetro, provavelmente tenha sido lançado pelas forças americanas durante a Segunda Guerra Mundial.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Após ameaças vindas de Pyongyang, Japão se coloca em estado de alerta


Por: Redação OD

Japão deve manter-se em estado de alerta total após a divulgação da notícia que a Coréia do Norte teria conseguido criar uma ogiva nuclear em tamanho reduzido com o intuito de instalar-las em seus mísseis balísticos, declarou o ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera. Temos dados analíticos, que segundo os quais podem alcançar o território Americano, e a Coreia do Norte avança no desenvolvimento de ogivas nucleares pequenas com as quais planeja equipar estes mísseis balísticos, conforme noticiou a rede de TV japonesa NHK.

domingo, 23 de abril de 2017

Mesmo ainda sobre forte tensão, Japão e EUA iniciam manobras no Pacífico antes de se dirigirem para a Coreia


Por: Redação OD

Japão e Estados Unidos iniciaram neste domingo (23) manobras navais conjuntas no Oceano Pacífico antes de se dirigir, nos próximos dias, para águas próximas à península da Coreia, em um momento de alta tensão na região, anunciou o Ministério de Defesa japonês. Após zarpar na sexta-feira (21) de Sasebo (sudoeste de Japão), os destróires japoneses "Ashigara" e "Samidare" se uniram à frota do porta-aviões de propulsão nuclear americano "USS Carl Vinson" perto do arquipélago das Filipinas.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Coreia do Sul, Japão e EUA iniciam exercícios navais ante ameaça norte-coreana


Por: Redação OD
A Coreia do Sul, o Japão e is Estados Unidos iniciaram nesta segunda-feira (3) um exercício naval conjunto para contra-atacar a ameaça dos mísseis submarinos da Coreia do Norte, anunciou o ministério da Defesa sul-coreano, em meio à inquietação com o programa armamentista da ditadura comunista norte coreana.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Tensão no Mar da China: Aviões militares chineses chegaram perto da zona de exclusão aérea das Ilhas Okinawa


Por: Redação OD

Oito aviões militares chineses voaram perto da ilha de Okinawa, no sul do Japão em uma manobra sem precedentes, o que obrigou as Forças de Autodefesa do Japão a colocarem suas aeronaves em alerta. Pelo menos dois dos aviões chineses que passaram pela região eram caças de combate, segundo confirmou hoje à Agência EFE o Ministério da Defesa japonês.

domingo, 25 de setembro de 2016

Japão oficializa aquisição de 42 unidades do caça F-35A Lightning II


Por: Redação OD
O objetivo principal do Japão é fortalecer o poderio de aeronaves furtivas e ampliar a segurança na região. Autoridades do governo japonês e dos Estados Unidos se ajuntaram no dia de ontem (24) em uma cerimônia realizada nas instalações da Lockheed Martin (empresa fabricante norte-americana de produtos aeroespaciais), localizada no Texas, para celebrar o recebimento do primeiro lote de caças F-35A Lightning II da Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF), marcando um passo importante no reforço da defesa nacional do Japão e no fortalecimento da aliança de segurança EUA-Japão na região asiática.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

EUA pretendem enviar caças Lockheed Martin F-35 para suas bases no Japão em 2017


Por: Redação OD
A cupula do Alto Comando Militar dos EUA tem planos de enviar até 16 caças Lockheed Martin F-35 de 5ª geração para suas bases no Japão em 2017. A noticia foi vinculda pela agência japonesa Kyodo, sendo que a primeira leva dos F-35 enviados, seriam dez caças para a base aérea dos fuzileiros navais dos EUA de Iwakuni, já em janeiro de 2017, enquanto os outros 06 restantes, deverão chegar até agosto 2017. O caça-bombardeiro Lockheed Martin F-35 tem três versões.

Tensão no Mar do Sul da China : Pequim adverte o Japão e os EUA para não ultrapassarem a "linha vermelha"


Por: Redação OD
O embaixador chinês no Japão alerta que Pequim não renunciará à sua soberania sobre o mar do Sul da China, mesmo que isso possa levar a uma guerra entre os dois países. Se navios japoneses participarem em manobras navais com a Marinha norte-americana na região da disputa territorial, isso equivalerá a "ultrapassar a linha vermelha", declarou o embaixador chinês, Cheng Yonghua, em Tóquio. Cheng ameaçou com uma ação militar se o Japão não cumprir o ultimato.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Japão nega uso de radares ativos contra caças chineses sobre mar da China Oriental


Por: Redação OD
Tóquio refutou as acusações de Pequim de que jatos da Força Aérea de Autodefesa do Japão utilizaram radares de controle de fogo para adquirir como alvos jatos de combate chineses durante um voo de patrulha sobre o mar da China Oriental, comunicou a mídia local na terça (05). Na terça, o Ministério da Defesa chinês divulgou que no dia 17 de junho dois caças Su-30 foram abordados por dois aviões de guerra F-15 durante uma missão de patrulha sobre a zona de identificação da defesa aérea nas águas do mar da China Oriental.