Mostrando postagens com marcador Caças. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Caças. Mostrar todas as postagens

domingo, 2 de setembro de 2018

Lockheed Martin estaria elaborando 'um híbrido' dos caças F-35 e F-22


Por: Redação OD

De acordo com o  site Defense One, a empresa Lockheed Martin fez uma proposta a USAF (Força Aérea dos EUA) de criar-se uma nova versão do caça multifuncional de 5ª geração F-22 Raptor, onde fora apresentado aos militares uma "versão hibrida" com caraterísticas combinadas dos caças F-22 e F-35. Esta “nova” aeronave seria baseada no F-22 Raptor, mas traria a bordo os sistemas do F-35, que teriam de passar por uma série de mudanças relacionadas com as tecnologias furtivas.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Segunda temporada da websérie Colaboração Real da Saab chega ao 12º episódio


Por: Redação OD

A segunda temporada da websérie Colaboração Real está no auge de sua veiculação. O 12º episódio, postado na última quinta-feira, 9, conta os detalhes sobre a Saab Aeronáutica Montagens (SAM), a nova fábrica de aeroestruturas da Saab no Brasil. A temporada da websérie, com mais de 20 capítulos, vem apresentando a evolução do amplo programa de transferência de tecnologia entre a Suécia e o Brasil para o desenvolvimento, a produção e a manutenção dos novos caças supersônicos brasileiros. Colaboração Real traz depoimentos da Força Aérea Brasileira (FAB), de pilotos, de executivos e engenheiros da Saab e dos parceiros industriais, dentre eles Embraer, Akaer e AEL.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Segundo mídia Indiana, compra de caças-bombardeiros russos pelo Paquistão soa como ameaça à Índia



Por: Redação OD

De acordo com a edição desta terça-feira (11), do periódico local “Tribune India”, sobre a compra pelo Paquistão de caças-bombardeiros russos, tal notícia caiu como uma bomba gerando muitas afirmações de que isso representa uma ameaça para a Índia. Os aviões russos irão reforçar significativamente as capacidades militares de Islamabad, que segundo o jornal, já dispõe de tais aviões como: Mirage III, F-104, F-86, MiG-19 e Il-2. O ministro da Defesa paquistanês, Khurram Dastgir Khan, afirmou que Islamabad e Moscou podem fechar o acordo sobre a aquisição de caças russos Su-35 a qualquer momento.

sábado, 30 de junho de 2018

Governo Russo assina contrato para o fornecimento de 12 caças de quinta geração Su-57


Por: Redação OD

O governo Russo, já teria assinado o contrato para o recebimento das 12 primeiras unidades do caça de quinta geração Su-57, revelou o vice-ministro russo de Defesa Aleksei Krivoruchko neste sábado dia 30. "O contrato para os 12 primeiros caças foi acordado, e as entregas no âmbito desse contrato começarão em breve", declarou ele durante coletiva de imprensa na cidade russa de Komsomolsk-no-Amur. O anúncio fora feito nessa cidade, pois é lá que fica a sede da empresa russa Sukhoi, a qual produz os caças Su-57. O presidente da Corporação Aeronáutica Unida da Russia, Yuri Slyusar, informou que o primeiro lote de aeronaves Su-57 entrará em serviço ativo em 2019. O Su-57 é um caça multifuncional russo de geração, projetado para destruir alvos aéreos, terrestres e navais. O caça permite superar os sistemas de defesa antiaérea do adversário, efetuar o reconhecimento de longo alcance, assim como destruir o sistema de comando da aviação do inimigo.

*Com informações de agência de notícias internacionais

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Caças japoneses quase colidem com avião de passageiros no Aeroporto de Naha. Incidente está sendo considerado como "risco muito alto" de colisão


Por: Redação OD

Na última quinta por volta das 20h25 (hora local), por muito pouco, dois caças japoneses não colidiriam com um avião de passageiros no aeroporto de Naha, Okinawa, o  mais movimentado do Japão e que fica junto a Base Aérea de Naha da Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF). Os dois caças F-15C Eagle da JASDF entraram na pista e se preparavam para a sua decolagem, seguindo o protocolo dito pelo porta-voz da JASDF, onde o mesmo referiu-se a uma tentativa de "impedir um possível ataque estrangeiro em território japonês". Nenhum outro esclarecimento fora dado a mais pelo porta-voz da JASDF quanto à natureza da missão e/ou exercício ou se haveriam mais países envolvidos. 

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Vídeo feito por drone mostra dois caças Su-57 voando em formação durante exercícios Aviadart 2018


Por: redação OD

Um vídeo, exibido e compartilhado pelo canal de TV russo "Zvezda", onde aparecem dois caças Su-57 voando em um formação fechada e executando o que parece ser, um turno de formação (em vez de um “turno de combate”) durante os exercícios russos “Aviadart 2018”, apresenta o caça em um ângulo diferente de observação. De acordo com a agência de notícias russa TASS, os dois caças de 5ª geração foram pilotados por pilotos de teste do Experimental Design Bureau, Durante o vídeo, não aparece nada de novo sobre o controverso e ainda incompreendido Su-57 (antigo T-50), onde o qual recentemente completou um curto desdobramento para a Síria, mas é particularmente interessante já que foi filmado por um drone.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

China reduz diferença dos EUA e planos de se tornarem uma superpotência militar se aproxima da concretização

Soldados do Exército de Libertação Popular da China participam de exercícios militares em uma base militar
Por: Redação OD

A China persegue a anos e de forma consequente o status de superpotência militar. No entanto, escândalos de corrupção e estruturas antiquadas são os seus maiores desafios, mais do que a modernização do Exército Popular de Libertação. Pela primeira vez em três anos (abril de 2018), a China realizou manobras militares no Estreito de Taiwan. Por um lado, elas serviram como advertência ao movimento independentista taiwanês; por outro, como palco de apresentação para a mais moderna tecnologia militar. Sob a batuta do presidente Xi Jinping, as forças militares da China se submeteram a uma abrangente modernização de seu arsenal e a reestruturação do Exército Popular de Libertação. No 19º Congresso do Partido Comunista, em outubro de 2017, Xi declarou que a reforma do Exército deverá estar concluída até 2035, e até 2050 o país almeja se tornar uma superpotência militar, e para essas ambiciosas metas se disponibilizou U$S 150 bilhões em 2017.

domingo, 6 de maio de 2018

Governo Turco promete retaliar caso o parlamento dos EUA decidam por suspender a venda dos caças F-35


Por: Redação OD

Recentemente, o senador norte-americano James Lankford disse que "as decisões estratégicas da Turquia infelizmente divergem cada vez mais, e por vezes contradizem os interesses dos EUA". Assim sendo, o governo Turco sinaliza que irá retaliar caso Washington decida por não aprovar o fornecimento dos caças F-35A ao país, declarou o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu. O ministro falou que a proposta dos legisladores norte-americanos, de suspenderem a venda de armas a Turquia, incluindo os caças F-35, foi errada, sem uma lógica plausível e não coordenada entre os membros aliados da OTAN. Ancara comprou os caças F-35A no âmbito do programa multinacional Joint Strike Fighter, liderado pelos EUA. 

sábado, 28 de abril de 2018

Índia busca experiência técnica para incrementar sua indústria de equipamentos militares e fortalecer suas forças armadas


Por: Redação OD
Ao longo da década mais recente, a Índia tem sido o maior importador mundial de equipamentos militares (aeronaves, navios e afins), em sua grande maioria de proveniência Russo, e com isso o governo indiano pretende acabar com essa dependência. O primeiro-ministro, Narendra Modi, vem tentando construir uma indústria de equipamentos militares capaz de fornecer uma maior parte das necessidades da Índia no setor e até exportar armamentos para outras nações. O governo vem oferecendo incentivos a empresas estrangeiras de equipamentos militares em busca de contratos de parceria com empresas indianas, compartilhando com elas sua tecnologia.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Associação entre a Boeing e a Embraer prevê recursos para área de defesa, como forma de sustentabilidade ao segmento


Por: Redação OD
A nova proposta de associação entre  as empresas Boeing e Embraer prevê que o braço da companhia brasileira na área de defesa fique fora do negócio, mas tenha participação nas receitas da parceria que as duas empresas pretendem firmar. Segundo fontes a par das negociações, que avançaram esta semana com a entrega de um memorando ao grupo de trabalho do governo que examina o negócio, a previsão de um fluxo de receitas para garantir a sustentabilidade dos projetos vinculados às Forças Armadas é fundamental para que o Planalto dê o aval à operação.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Vídeo do treinamento de toque e arremetida em estradas rurais de caças russos, confira!!

Bombardeiro pesado Su-34 pousa em estrada rural 1.000 km ao sul de Moscou
Por: Redação OD
No início do ano, um bombardeiro pesado Su-34 e dois caças Su-30M2 pousaram em uma rodovia federal na região de Rostov, a mil quilômetros ao sul de Moscou. A faixa de asfalto geralmente está cheia de carros, mas os militares russos “pegaram emprestado” a rodovia para testar a habilidade dos pilotos de pousar suas máquinas multimilionárias em um espaço curto e estreito. A pista improvisada tinha apenas 18 metros de largura, duas vezes mais estreita do que uma pista normal da aviação militar. A polícia militar fechou a rodovia para o trânsito enquanto os treinamentos aconteciam, já que desviar de carros de civis certamente acrescentaria uma dificuldade extra aos testes.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Programa de construção dos caças Gripen no Brasil já está em andamento e dentro do cronograma


Por: Redação OD

O contrato assinando entre a empresa sueca Saab e o governo brasileiro para o desenvolvimento e a produção de 36 caças Gripen NG em parceria com a Embraer Defesa & Segurança (EDS), em outubro de 2014, está sendo seguido rigorosamente conforme o planejado e dentro do cronograma previsto. O negócio estimado US$ 4,7 bilhões prevê a entrega de 36 caças para a Força Aérea Brasileira entre os anos de 2019 até 2024. O programa prevê a produção de 28 caças Monoplace (um assento), que serão produzidos na Suécia, e mais oito modelos Biplace (dois lugares), que serão fabricados no Brasil.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Saab solicita audiência ao Ministro da Defesa e quer uma posição do Governo sobre venda da Embraer à Boeing


Por: Redação OD
 O ministro da Defesa, Raul Jungmann, deve receber nesta quinta-feira executivos da fabricante sueca de caças, Saab. O governo sueco recentemente já enviou sinais ao Brasil de grande preocupação com a possibilidade de uma compra da Embraer pela americana Boeing, concorrente da Saab no mercado de caças. Há indicações, inclusive, de que o acordo feito em torno do Gripen, que envolve a transferência de tecnologia dos suecos para o Brasil, fica em risco e pode ser revertido, dependendo do destino que as negociações entre Embraer e Boeing tomarem. A americana é uma concorrente direta dos suecos, como ficou claro na disputa entre o caça F-18 dos americanos com o Gripen da companhia sueca na licitação finalizada em 2013 pelo Brasil.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Embraer diz que acordo com Boeing manterá segurança nacional, e presidente da Akaer fala de que novo rumo terá impacto no setor


Por: Redação OD

A Embraer divulgou nesta segunda-feira (8) comunicado em que reitera que a eventual combinação de negócios com a Boeing, se e quando concretizada, deve preservar interesses estratégicos da segurança nacional e a ação de classe especial (golden share) do governo brasileiro. A empresa já havia feito uma comunicação semelhante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no dia 3 de janeiro. O comunicado dde hoje foi uma resposta a questionamentos da B3 sobre notícias na imprensa de que a Embraer e a Boeing estariam tentando driblar a resistência do governo com o negócio e que a empresa brasileira foi avaliada em US$ 28 por recibo de ações negociadas em Nova York (ADR).

domingo, 7 de janeiro de 2018

FAdeA: A fábrica argentina que projetou alguns dos mais modernos aviões de guerra do mundo e hoje encontra-se na berlinda


Por: Redação OD

As intervenções realizadas por países oriundos da América Latina no mundo da indústria aeronáutica, têm sido escassas e nem sempre tão afortunadas. A indústria brasileira, com a Embraer, é o grande exemplo de uma empresa latino-americana que fabrica aeronaves de alta tecnologia que atraem os mercados mundiais, desde os jatos leves de passageiros até o avião de combate Tucano. Atualmente, a Embraer negocia uma possível fusão com a Boeing, o que poderia resultar em uma gigante global da aviação. Mas há mais de meio século, outra empresa latino-americana estava à frente de um experimento ambicioso para entrar nas grandes ligas da aeronáutica.

sábado, 6 de janeiro de 2018

Força Aérea Americana publica vídeo da escolta realizada em 2017 a dois caças Su-30 russos sobre o Mar Báltico


Por: Redação OD

A Força Aérea Americana publicou a filmagem da escolta realizada por Caças F-15 Eagle a dois caças russos sobre a região do Báltico. Segundo o Pentágono, os incidentes ocorreram em 23 de novembro e 13 de dezembro do ano passado. Na verdade o vídeo é uma compilação de vários trechos. Na primeira parte mostra como os pilotos americanos são acionados para uma emergência na base aérea lituana de Zokniai. Já a segunda parte mostra dois caças F-15 Eagle da USAF decolando para interceptar os caças russos Su-30, (supostamente estes caças seriam da Marinha Russia) sobre o espaço aéreo internacional do Báltico" no dia 23/11.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Frota do Mar Báltico da Russia irá receber em 2018 sistema S-400 Triumph, Caças Su-30SM e helicópteros Ka-27


Por: Redação OD

Segundo um comunicado do chefe do serviço de imprensa da Região Militar Ocidental para a Frota do Báltico, o Capitão-de-Mar-e-Guerra Roman Martov, "a modernização do material militar da Frota do Báltico prosseguirá, sendo que já em 2018 eles irão receber mais um complexo de defesa antimíssil S-400 Triumph” e acrescento que, em particular, a Frota receberá também um "novo navio ligeiro de mísseis do novo projeto". Assim a Frota do Báltico da Marinha Russa vem se preparando para aumentar suas capacidades de defesa antiaérea.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A crise na península coreana com a ameaça norte-coreana ajudaram impulsionar a venda mundial de armas


Por: Redação OD

As vendas de armas dos 100 maiores fornecedores de defesa do mundo aumentaram no ano passado pela primeira vez desde 2010, segundo o Instituto de Pesquisa da Paz Internacional de Estocolmo (SIPRI). As vendas totais de armas e serviços militares cresceram 1,9 % em relação ao ano passado, para US$ 374,8 bilhões, anunciou o instituto em comunicado. O montante representa um aumento de 38% em relação a 2002, quando se começou a publicar os números das vendas de armas das corporações.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Após venda dos Caças Gripen NG para a Força Aérea, Saab oferece navios a Marinha do Brasil


Por: Redação OD

Na base naval de Karlskrona, a maior da Suécia e uma das mais antigas do mundo, criada em 1622, duas corvetas estão atracadas ao lado de outras embarcações militares, à espera de decisão do Brasil se faz a aquisição delas ou não. Trata-se da mais recente oferta da Saab, o grupo sueco de defesa e segurança, para ampliar os negócios militares com o país. Depois de ter obtido o contrato de US$ 5,4 bilhões para produzir e equipar 36 aviões de combate Gripen para a Força Aérea Brasileira (FAB), a Saab vê agora oportunidade de replicar o mesmo modelo de negócio com a Marinha brasileira, com potencial de venda de quatro a vinte embarcações militares nos próximos anos. 

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Bombardeiros B-1B dos EUA sobrevoam a península coreana acompanhado de Caças Sul-Coreanos e Japoneses (Vídeo)


Por: Redação OD

Bombardeiros B-1B Lancer da USAF voaram sobre o espaço aéreo norte-coreano, com as aeronaves sul-coreanas e japonesas antes da viagem do presidente dos EUA, Donald Trump, para o Leste Asiático. A USAF confirmou o voo, mas minimizou o fato, revelando que a missão faz parte das operações de rotina e não fora realizada, por conta de nenhum evento em particular. "A missão bilateral com a presença dos bombardeiros e foi planejada antecipadamente e não corresponde a nenhum evento atual", diz a Força Aérea dos EUA em uma nota emitida