Mostrando postagens com marcador C-130. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador C-130. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 9 de março de 2018

C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira sofre avaria no aeroporto de Mossoró e tem viagem de volta interrompida


Por: Redação OD

Uma aeronave C-130 H Hércules da Força Aérea Brasileira, que chegou nesta última quinta feira (8) ao aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró (RN), tendo a bordo presos que foram transferidos para o presídio federal, não conseguiu retornar ao Rio de Janeiro. O cargueiro apresentou uma avaria que, fora detectada na parte traseira de sua fuselagem impossibilitando assim sua decolagem. A aeronave de transporte, é operada pelo 1° Esquadrão do 1° Grupo de Transporte (1°/1° GT Esquadrão Gordo), com sede na Base Aérea do Galeão/RJ, agora ALA 11!! A falta de estrutura e ausência de administradores no velho aeroporto de Mossoró retardam a solução do problema.

sábado, 28 de outubro de 2017

Mais de 90 mil litros de água já foram lançados pelo C-130 M Hércules da FAB na Chapada dos Veadeiros (Vídeo)


Por: Redação OD

Desde o primeiro dia de operação no combate ao incêndio que atinge a Chapada dos Veadeiros (GO), a Força Aérea Brasileira (FAB) lançou 96 mil litros de água em oito saídas realizadas com uma aeronave C-130 Hércules. Até agora, já foram realizadas 13h20min de voo para auxiliar na extinção dos focos. Na última sexta-feira (27), quarto dia de operação da FAB, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) vai realizar uma avaliação da área. "Eles vão avaliar a área em que atuamos até ontem (quinta-feira). Ao término dessa análise, vamos receber deles as necessidades para planejar e acionar as próximas missões", explica o Oficial de Ligação da operação, Coronel Aviador Giancarlo França Apuzzo.

domingo, 20 de agosto de 2017

Depois de quase três anos preso no gelo, Força Aérea decidiu que o desmonte era a solução para o C-130 da Antártica

Avião Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira, na Base Aérea Eduardo Frei, na Antártica, quatro meses após o acidente (Foto: Carolina Dantas)
Por: Redação OD

Após mais de dois anos "encalhado" na Antártica, o avião C-130 Hércules, Matrícula 2470, da Força Aérea Brasileira foi desmontado e transportado de volta ao Brasil em fevereiro deste ano. As imagens do processo foram divulgadas pela FAB, a pedido do G1O acidente ocorreu com a aeronave em 27 de novembro de 2014, na Ilha Rei George. O cargueiro que transportava militares e civis pousou de barriga, o que provocou danos em uma de suas hélices e nos trens de pouso. O impacto não deixou feridos, mas causou vazamento do combustível.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Voa o primeiro Lockheed Martin LM-100J versão civil do mais famoso cargueiro da LM, o C-130


Por: Redação OD
Após mais de meio século voando nas mais variadas Forças Aéreas mundiais e sendo utilizado desde aeronave de carga até ser um plataforma aérea de Artilharia (a versão AC, mais conhecida como “A Canhoneira”) o C-130 finalmente ganha um versão “civil”, e pretende fazer história, assim como já o fez como aeronave militar. A primeira aeronave de carga comercial Lockheed Martin LM-100J atingiu um marco crítico com a conclusão de seu primeiro voo hoje. “Fiquei orgulhoso de realizar o primeiro voo do nosso LM-100J, que funcionou perfeitamente, como é típico de nossa nova aeronave militar de produção C-130J”, disse Wayne Roberts, piloto de testes chefe do Programa LM-100J.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Relatório final aponta erro humano no acidente com o C-130H da Força Aérea Portuguesa


Por: Redação OD
O acidente com o avião da Força Aérea Portuguesa, um C-130H, que a 11 de Julho provocou a morte de três militares, na base aérea n.º 6, no Montijo, ocorreu devido à “impossibilidade da tripulação em controlar eficazmente a aeronave no decurso de uma manobra que visava treinar a interrupção da respectiva corrida de descolagem – manobra designada de ‘aborto à descolagem’”, lê-se no relatório da Força Aérea divulgado esta quarta-feira.

domingo, 11 de setembro de 2016

Inquérito do desastre com C-130 da Força Aérea Portuguesa em Montijo, ainda está para ser concluído

Por: Redação OD
O inquérito sobre o acidente envolvendo um C-130 da Força Aérea Portuguesa, em julho, na Base Aérea nº 6 em Montijo, que causou a morte de três militares, ainda está em processo de averiguação para poder ser concluído em breve, revelou o ministro da Defesa. José Alberto Azeredo Lopes em entrevista à agência Lusa durante viagem à Londres na última quarta-feira, de ter solicitado recentemente informações sobre o assunto as autoridades de invetigação, e que as conclusões do inquérito e a sua divulgação se darão o mais rápido possível.

domingo, 26 de junho de 2016

Portugal irá receber em breve o novo KC-390 da Embraer Defesa & Segurança


Por: Redação OD
Portugal irá receber o novo avião militar fabricado pela empresa brasileira Embraer Defesa & Segurança, o KC-390, e que irá substituir os já obsoletos C-130. Depois do Brasil, Portugal será segunda nação a receber este novo avião, o qual está paracomeçar um tour pelo mundo para sua apresentação. Este projeto, conta com a participação da indústria portuguesa e irá custar ao Estado português 59 milhões de euros. No próximo dia 4 de Julho, em Évora, a empresa brasileira Embraer irá apresentar, nas suas instalações no Alentejo, a nova aeronave de transporte militar KC-390. Após este anúncio, o avião será apresentado na OGMA – Indústria Aeronáutica, em Alverca, num projecto que conta com a participação de vários países, entre eles Portugal, Argentina e República Checa, além dos técnicos da Embraer.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Força Aérea Portuguesa recorre a União Européia para a modernização de 5 C-130 Hércules


Por: Redação OD

A modernização das aeronaves militares C-130 da Força Aérea, que se candidatou a fundos europeus para conseguir metade dos custos, implicará o abate de um dos seis aparelhos da frota, soube o DN. Isso explica a opção do ministro da Defesa, Azeredo Lopes, no recente despacho onde autoriza o chefe do Estado-Maior da Força Aérea (CEMFA) a iniciar os respetivos procedimentos do concurso, de modernizar apenas cinco dos C-130 em operação desde o final dos anos 1970. Azeredo Lopes, num despacho anunciado no dia da primeira visita oficial do atual Presidente da República à Força Aérea, estabeleceu um teto de 29 milhões de euros de investimento nesse programa - necessário para os C-130 poderem voltar a voar sobre a Europa sem restrições - há anos adiado.