Mostrando postagens com marcador Marinha Russa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marinha Russa. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Almirante Kuznetsov: Um mal necessário ou apenas um fantoche para se demonstrar força naval


Por: J.G Aráujo

O Almirante Flota Sovetskogo Soyuza Kuznetsov ou traduzindo literamente "Almirante da Frota da União Soviética Kuznetsov" é um Navio Aeródromo o qual serve como o capitânia da Marinha Russa. O navio, originalmente projetado e construído para extinta Marinha Soviética foi destinado a ser o principal navio de sua classe, mas o único outro navio de sua classe, Varyag, nunca foi completado. O navio tem uma má fama entre os marinheiros, tanto que possui uma frase ícone sobre para quem sai da linha na Marinha: "Se você se porta mal, você será enviado para o Kuznetsov" e isso se tornou uma norma. No desenrolar deste artigo logo abaixo, vocês poderão descobrir o porquê desta alcunha jocosa.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Empresa ODK-Saturn desenvolve motor naval para Marinha Russa, acabando assim com dependência pelos motores Ucranianos


Por: Redação OD

A empresa russa de fabricação de motores navais ODK-Saturn, completou os testes em três modelos de motores com turbina a gás, que serão destinados a substituir os equipamentos de fabricação ucraniana usados nos navios de guerra russos. "A dependência definitivamente terminou", assegurou o vice-ministro da Defesa russo, Yuri Borisov. "Estamos acompanhando de perto o progresso da criação dos motores russos com turbinas a gás, especialmente para as fragatas. O trabalho que iniciou-se em 2014 finalmente fora terminado logo após os motores terem passado pelos testes oficiais e obtiveram os certificados", explicou Borisov em uma coletiva. 

domingo, 7 de janeiro de 2018

Um mergulho dentro do submarino nuclear TK-208 Dmítri Donskoi, um dos três classe Akula ainda em operação


Por: Redação OD

A classe de submarino russo Akula (tubarão, em russo), do Projeto 941, é única no mundo. Os submarinos desta classe possuem 124 metros e uma altura equivalente a um prédio de nove andares. Não é à toa que todos os seis Akulas existentes figuram no “Guinness Book”, o livro dos recordes. Dos três Akulas que ainda se encontram em operações, o mais moderno é o TK-208 Dmítri Donskoi. Seu sistema de propulsão nuclear possibilitou a realização de testes da versão mais recente do míssil balístico Bulavá, desenvolvido especialmente para a classe de submarinos estratégicos do Projeto 955 Borei. O submarino é equipado com duas câmaras de resgate, localizadas perto da vela e a popa, capazes de resgatar toda a tripulação.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Fragata HMS St Albans da Royal Navy escolta fragata russa durante a sua travessia pelo Mar do Norte


Por: Redação OD  

A fragata HMS St Albans da Royal Navy (RN), escoltou a fragata russa Almirante Gorshkov quando esta se encontrava em deslocamento ao Mar do Norte, mas passava perto das águas territoriais do Reino Unido, relatou um porta-voz a Marinha britânica. "A fragata da RN, HMS St Albans, escoltou o navio de guerra russo através do Mar do Norte e as áreas do interesse (ZEE) do Reino Unido no dia de Natal. A fragata Type 23 baseada em Portsmouth, foi deslocada no dia 23 de dezembro, para uma missão de vigilância e escolta ao navio russo Almirante Gorshkov, o qual passou perto das águas territoriais do Reino Unido", informou a nota. 

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Marinha Russa irá começar a receber em breve a versão naval do sistema antiaéreo Pantsir, o ME


Por: Redação OD

Os primeiros sistemas navais antiaéreos Pantsir-ME, deverão começar a serem entregues à Marinha Russa em breve, revelou eme entrevista a jornais locais nesta sexta-feira, o diretor-geral da empresa Vysokotochnye Kompleksy (Complexos de Alta Precisão), Alexander Denisov. "De acordo com o contrato firmado entre as partes, tudo será realizado em breve", afirmou ele, respondendo a perguntas sobre os prazos da primeira entrega.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Frota naval Chinesa parte para exercício conjunto com a Marinha Russia no Mar do Japão


Por: Redação OD

A Marinha Chinesa enviou nesta quarta-feira (13), a partir da região costeira de Qingdao na Província de Shandong, uma frota de navios para participar de um exercício militar em conjunto a Marinha Russa. A frota naval Chinesa, consiste do destróier de mísseis Shijiazhuang, da fragata de mísseis Daqing, do navio de abastecimento Dongpinghu e do navio de resgate submarino Changdao, o qual leva a bordo helicópteros navais e veículos de resgate submarino para profundidades.

sábado, 19 de agosto de 2017

Marinha Russa demonstra seu poder de ação durante exercício da Frota do Mar Báltico (Vídeo)


Por: Redação OD

A Marinha Russa realizou realizou uma série de exercícios militares em grande escala na região de Kaliningrado, com a sua Frota do Mar Báltico. O exercício contou com a participação de 2.000 militares (sendo destes 100 de equipes especializadas), 20 navios e barcos de apoio, aviões e helicópteros da força naval Russa. Durante o evento foram utilizados mais de 5 tons de material explosivo, ao longo de 2,5 Km de costa.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Marinha Russa receberá mais 7 unidades da nova geração de navios caça-minas


Por: Redação OD

A Marinha da Rússia está se preparando para uma grande atualização depois de encomendar um novo lote do caça-minas Aleksandrit (do Projeto 12700). O primeiro navio da nova geração, chamado Aleksandr Obukhov, foi icorporado a Marinha em dezembro passado, e o Ministério da Defesa planeja construir, no total, 8 modelos do tipo. Segundo Vassíli Káchin, especialista sênior da Escola Superior de Economia, em Moscou, os navios soviéticos do Projeto 266 Rubin, que ainda são usados pela Rússia, tornaram-se obsoletos e ineficazes para proteção das bases navais do país.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Frota Russa do Pacífico, comemora seus 286 anos de criação com uma grande apresentação

Dia da Frota do Pacífico
Por: Redação OD
Com uma grande exibição, onde foram realizados voos de aviões e helicópteros, tiros reais, lançamentos de mísseis a partir de navios e submarinos e deslocamento de mísseis antinavio com operações de desembarque, tudo isso para enaltecer um dos dias mais esperados pela Marinha Russa, o 286º aniversário de criação da Frota do Pacífico. 

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

NAVIOS DE GUERRA RUSSOS PASSARAM AO LARGO DA COSTA PORTUGUESA

O porta-aviões Kuznetsov, navio-almirante da frota da Rússia no Atlântico norte, em 1991, escoltado pelo contratorpedeiro norte-americano USS Deyo.
Por: Redação OD
A marinha russa anunciou que o seu porta-aviões “Almirante Kuznetsov”, habitualmente fundeado em Severomorsk, no mar de Barents, se dirigia para a Síria, transportando diversos helicópteros de combate para reforçar a presença militar russa nessa zona. O ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, desdramatizou este domingo a passagem pela zona económica exclusiva portuguesa de uma força naval russa, que inclui um porta-aviões que poderá “participar nas operações aéreas” na Síria.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Submarinos russos, uma nova geração mais sorrateiros, rápidos e mortais estão prestes a entrar em serviço para reforçar as unidades da Marinha russa

Submarino de classe Akula nas águas de Vladivostok 
Por: Redação OD
A intensidade das operações de submarinos russos no oceano Pacífico é a maior em décadas, segundo o relatório “O reequilíbrio asiático da Rússia”, do Instituto Lowy de Política Internacional, na Austrália. Além disso, pela primeira desde a Guerra Fria, a frota russa dispõe de submarinos mais silenciosos e com armas mais poderosas.De acordo com o estudo australiano, a guinada da Rússia em relação à Ásia provocou uma renovação em grande escala da Frota do Pacífico do país, que durante a próxima década atingirá seu maior número em termos de recursos navais.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Marinha russa cria unidades "Spetsnaz" para caçar inimigos sabotadores


Por: Redação OD

Duas novas unidades especiais estão sendo criadas como parte da Marinha russa que são projetados para detectar os sabotadores inimigas em águas costeiras e litorais da Rússia, bem como realizar o reconhecimento em um território controlado pelo inimigo. As unidades militares recém-criados serão equipadas com navios Raptor que podem ser utilizados durante tempestades e desenvolver velocidades até 80 km/h. Os militares também usarão drones Tachyon que podem detectar o inimigo a profundidades de vários metros. "Neste momento estão sendo criadas duas novas unidades. Uma no Pacífico e a segunda na Crimeia", disse ao jornal um representante do Ministério da Defesa russo. De acordo com o porta-voz, ambas as equipes são experimentais, sendo suas missões principais proteger a costa contra atos de sabotagem do inimigo e implantar grupos de reconhecimento em um território controlado pelo inimigo. 

Marinha venezuelana irá participar de treinamentos no mar Báltico



Por: Redação OD
Militares da marinha Venezuelana irão participarão do exercício internacional de Assalto Anfíbio 2016, que será realizado na Rússia, afirmou nesta terça dia 26/07 o porta-voz da Frota do Báltico, Roman Martov. O exercício internacional de Assalto Anfíbio 2016 será realizado no âmbito de Jogos Internacionais do Exército 2016, no polígono de Khmelevka da Frota do Báltico, eentre os dias 1-13 de agosto. Militares das marinhas dos países participantes vão competir em capacidades de combate. Todas as equipes, além dos chineses, usarão veículos blindados BTR-82A. 

domingo, 3 de julho de 2016

O Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov se prepara para zarpar em direção ao Mar Mediterrânero


Por: Redação OD
O porta-aviões russo Admiral Kuznetzov iniciou os preparativos para uma missão no mar Mediterrâneo, que se prevê para o outono de 2016, informou um alto funcionário da Frota do Norte à agência de notícias RIA Novosti. "A missão do navio está planejada para o outono do ano corrente. Atualmente a tripulação realiza exercícios para treinar a navegação prolongada e o uso de armas", comentou o militar.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Russia irá iniciar produção do novo projeto de um submarino de quinta geração em 2018, o KALINA


Por: Redação OD

A Rússia começará a produção de um novo submarino de quinta geração, chamado de Kalina, a partir de 2018, informou a agência RIA Novosti, citando fontes da Marinha russa. "O projeto Kalina é, sem dúvida, muito importante para nós e deverá ter muito sucesso. A primeira unidade será produzida em 2018", afirmou à agência o interlocutor.Segundo a fonte, o navio começará a ser produzido no estaleiro do Almirantado em São Petersburgo. 

terça-feira, 17 de maio de 2016

Rússia reforça segurança no Mediterrâneo



Por: Redação OD
A Rússia tenta intensificar a sua presença na região do Mediterrâneo para garantir a segurança, enviando para lá novos navios militares. O navio caça-minas Valentin Pikul, da Frota do mar Negro, se juntou à frota russa no mar Mediterrâneo, comunicou chefe do departamento de apoio informacional da Frota do mar Negro, Vyacheslav Trukhachev.  “O navio caça-minas Valentin Pikul da Frota do mar Negro deixou a cidade de Novorossisk alguns dias atrás e chegou ao mar Mediterrâneo para participar das missões do grupo da frota do mar Mediterrâneo da Rússia.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Submarino russo Stary Oskol testa mísseis de cruzeiro Kalibr-NK no Mar de Barents



Por: Redação OD

O submarino de ataque diesel-elétrico russo Stary Oskol, do projeto 636,3 Varshavianka, lançou mísseis de cruzeiro do sistema Kalibr-NK no Mar de Barents como parte do programa de testes das armas da embarcação, segundo disse o porta-voz da Frota do Norte da Rússia, capitão Vadim Serga, nesta sexta-feira (6). De acordo com a declaração oficial, o Stary Oskol superou "uma série de provas na Frota do Norte" e lançou “com êxito” um míssil de cruzeiro Kalibr "contra um alvo na costa".

sexta-feira, 8 de abril de 2016

O Porta aviões russo, Almirante Kuznetzov irá retornar ao Mar Mediterrâneo no verão de 2016



Por: Redação OD
A Marinha russa planeja retornar em breve com as atividades de seu porta-aviões o Almirante Kuznetsov, atualmente é o navio capitânia da frota russa no Mediterrâneo. O Kuznetsov deverá partir de sua base atual em Murmansk para o Mediterrâneo no próximo verão, conforme relatou a agência Tass. O navio está em Murmansk, onde está passando por uma certa “reforma” e sendo reaparelhado para retornar as suas operações no Mar Mediterrâneo. A Marinha russa está desde o início em 2013 com uma presença permanente no Mar Mediterrâneo onde possui dez ou mais navios de guerra (em média) em constante patrulha, oriundos de bases do Mar do Norte e do Mar Negro. De acordo com a TASS, o grupo atual inclui o cruzador de mísseis Varyag, armado com o sistema de defesa aérea Fort-M e o navio Almirante Kulakov, que conta com uma grande capacidade ASW (Guerra Anti Submarina).