terça-feira, 5 de setembro de 2017

Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo realizou Exercício de Terreno MARAMBEX III/2017


Por: Anderson Gabino e Yam Wanders

O Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC) realizou, no período de 27AGO a 02SET, um Exercício no Terreno (ET) denominado “MARAMBEX-III/2017”. O ET MARAMBEX-III, é realizado anualmente na área do Centro de Avaliação da Ilha da Marambaia (CADIM), situado na ilha homônima, localizada no extremo oeste da restinga da Marambaia, no Rio de Janeiro, onde a região é representada por uma faixa arenosa de 45 Km. O ET MARAMBEX-III/2017 contou com o apoio logístico de várias Organizações Militares subordinadas ao Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE) e ao Comando-em-Chefe-da-Esquadra (ComemCh).

O EXERCÍCIO MARAMBEX-III


O ET MARAMBEX-III, tem como propósito aplicar os conhecimentos sobre Armamento e Tiro, Operações Ofensivas e Defensivas, Atividades de Inteligência, Marcha e Estacionamentos, Minas e Armadilhas, Trabalhos de Engenharia e Explosivos. O exercício é realizado em regime de rodízio de oficinas nas quais os alunos têm a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos nos bancos escolares do CIASC.


O ET MARAMBEX-III é direcionado à especialização dos futuros Cabos de Infantaria e de Engenharia e ao aperfeiçoamento dos Sargentos de Engenharia. A edição de 2017 contou com a participação de 438 militares, sendo 240 alunos do Curso de Especialização em Infantaria (C-Espc-IF/2017), 07 alunos do Curso de Aperfeiçoamento em Engenharia (C-Ap-EG/2017), 30 alunos do Curso de Especialização em Engenharia (C-Espc-EG/2017), além de 162 instrutores e militares de apoio à instrução.

A ESCOLA DE INFANTARIA


A Infantaria compreende o conjunto das tropas de um exército particularmente apto para realizar o combate a pé, ainda que se utilizando de meios de transportes terrestre, aéreos ou aquáticos para o seu deslocamento. Na ofensiva, a sua missão é cerrar sob o inimigo para destruí-lo ou capturá-lo, utilizando-se, para isso, o fogo, o movimento e o combate aproximado. Na defensiva, sua missão é manter o terreno, impedindo, restringindo ou repelindo o ataque inimigo por meio do fogo e do combate aproximado, expulsando-o ou destruindo-o pelo contra-ataque.


O C-Espc-IF tem duração de 150 dias letivos ao longo dos quais são ministradas 14 disciplinas, sendo 11 teóricas e 3 práticas. As disciplinas são agrupadas em fases ou blocos que são ciclos de instruções que seguem uma sistemática de ensino-aprendizagem audaciosa e inovadora, com o intuito de capacitar o aluno a trabalhar como um elemento do sistema de combate. As instruções se iniciam com aulas teóricas, em sala de aula, onde se trabalha a área cognitiva do conhecimento. Depois, inicia-se uma pequena prática, na qual, agora, o aluno desenvolverá a área psicomotora do conhecimento daquele bloco de disciplinas.


Durante o ET MARAMBEX-III/2017 os alunos do C-Espc-IF/2017 foram divididos em 05 PelFuzNav para executarem, em regime de rodízio, oficinas de tiro, com emprego de munição real, (Tiro Embarcado, Tiro de Combate, Técnica do Fogo e Movimento e Técnica de tiro com MAG); oficina de Sobrevivência em ambiente de selva; e oficina de Análise de Cratera/Minas e Armadilhas. Além destas oficinas, os alunos também realizaram uma marcha de 12 km e uma Pista de Acuidade Visual e Auditiva (PAVA).

A ESCOLA DE ENGENHARIA


Os alunos da Escola de Engenharia do CIASC participaram do ET MARAMBEX-III/2017, onde foram aplicados os conhecimentos teóricos adquiridos. Ao longo do ano, foram ministradas instruções sobre Organização e Emprego da Engenharia, Explosivos e Destruições, Minas Terrestres e Armadilhas, Solos e Estradas de Campanha, dentre outros mais. Nestas instruções os alunos do Curso de Engenharia puderam familiarizar-se com as tarefas pertinentes ao BtlEngFuzNav, do CFN, contribuindo assim para comporem, no futuro, frações de engenharia a cargo de ampliar o poder de combate dos diversos Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais, apoiando sua mobilidade, contra mobilidade e proteção.


Nota dos Editores: Gostaríamos de agradecer imensamente ao Comandante do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo, o Contra-Almirante Carlos Chagas pelo convite para participarmos "in loco" do exercício. Estendemos também, a nossa gratidão aos que estiveram de alguma forma, envolvido no apoio ou na logística para o cumprimento desta missão. Aos novos amigos do CIASC, o nosso muito obrigado.

GALERIA DE FOTOS
Clique na foto para expandir











































































Postar um comentário