Mostrando postagens com marcador construção. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador construção. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Estaleiro de Construção recebe as seções do 1° submarino convencional e o S40 Riachuelo começa a ganhar forma

Primeiro submarino convencional pronto para a fase de integração
Por: Redação OD

No dia 8 de fevereiro, a Marinha do Brasil e a empresa Itaguaí Construções Navais encerraram o processo de transferência das seções do primeiro submarino convencional, o “Riachuelo” (S40), para o Estaleiro de Construção do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), localizado no Complexo Naval de Itaguaí, Rio de Janeiro (RJ). Em janeiro, as seções de vante (S4, S3 e 2B) já integradas, pesando 619 toneladas, com 39,86 metros de comprimento e 12,30 metros de altura foram transportadas por um veículo especial de 320 rodas, por um trajeto com cerca de cinco quilômetros, percorrido em 11 horas.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Programa de construção dos caças Gripen no Brasil já está em andamento e dentro do cronograma


Por: Redação OD

O contrato assinando entre a empresa sueca Saab e o governo brasileiro para o desenvolvimento e a produção de 36 caças Gripen NG em parceria com a Embraer Defesa & Segurança (EDS), em outubro de 2014, está sendo seguido rigorosamente conforme o planejado e dentro do cronograma previsto. O negócio estimado US$ 4,7 bilhões prevê a entrega de 36 caças para a Força Aérea Brasileira entre os anos de 2019 até 2024. O programa prevê a produção de 28 caças Monoplace (um assento), que serão produzidos na Suécia, e mais oito modelos Biplace (dois lugares), que serão fabricados no Brasil.

domingo, 7 de janeiro de 2018

FAdeA: A fábrica argentina que projetou alguns dos mais modernos aviões de guerra do mundo e hoje encontra-se na berlinda


Por: Redação OD

As intervenções realizadas por países oriundos da América Latina no mundo da indústria aeronáutica, têm sido escassas e nem sempre tão afortunadas. A indústria brasileira, com a Embraer, é o grande exemplo de uma empresa latino-americana que fabrica aeronaves de alta tecnologia que atraem os mercados mundiais, desde os jatos leves de passageiros até o avião de combate Tucano. Atualmente, a Embraer negocia uma possível fusão com a Boeing, o que poderia resultar em uma gigante global da aviação. Mas há mais de meio século, outra empresa latino-americana estava à frente de um experimento ambicioso para entrar nas grandes ligas da aeronáutica.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Marinha do Brasil vai investir US$ 1,8 bi na construção das futuras corvetas Classe Tamandaré

Por: Redação OD
A Marinha do Brasil vai investir US$ 1,8 bilhão na construção de quatro novas corvetas (navios de guerra) para manter ativo o projeto de reequipamento da frota de superfície da Força, plano prejudicado pela crise econômica que afeta fortemente o orçamento da Defesa. Com uam previsão de que a primeira unidade fique pronta em 2022, ao custo de US$ 450 milhões. O processo de obtenção será executado em etapas. 

terça-feira, 16 de maio de 2017

Marinha do Brasil encerra a primeira etapa do projeto de obtenção das Corvetas Classe “Tamandaré”

Imagem: Marinha do Brasil/Engeprom.
Por: Redação OD.

A Marinha do Brasil, por intermédio da Diretoria de Gestão de Programas da Marinha (DGePM), informa o encerramento, no último dia 10 de maio, da primeira etapa do processo de obtenção, por construção, de quatro navios militares com requisitos pautados no projeto básico de Corvetas da Classe “Tamandaré” (CCT).  Na referida fase, iniciada em 10 de abril de 2017, a DGePM publicou no Diário Oficial da União (DOU) um Chamamento Público convidando para participar do futuro processo licitatório empresas ou consórcios, nacionais ou estrangeiros, capacitados nos últimos dez anos em construção de navios militares de alta complexidade tecnológica, com deslocamento superior a 2.500 toneladas. 

quarta-feira, 26 de abril de 2017

China apresenta ao mundo o "Liaoning", seu primeiro porta-aviões construído no país


Por: Redação OD

Com uma capacidade de deslocar 70.000 toneladas, o novo porta-aviões chinês é inspirado no modelo soviético "Kuznetsov", assim a China apresentou ao mundo no o seu primeiro porta-aviões totalmente construído no país, no estaleiro de Dalian (noroeste), conforme noticiou a agência oficial Xinhua. Este é o primeiro porta-aviões construído inteiramente na China e foi apresentado durante uma cerimónia realizada no estaleiro da empresa China Shipbuilding Industry, numa demonstração do desenvolvimento da indústria de Defesa chinesa.