Mostrando postagens com marcador Venezuela. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Venezuela. Mostrar todas as postagens

domingo, 30 de setembro de 2018

Duzentos e doze novos militares chegam a Roraima para atuar na Operação Acolhida

Militares a Roraima neste sábado (30) — Foto: Força Tarefa Humanitária/Divulgação


Por: Redação OD

Chegaram a Roraima neste sábado dia 29,  212 militares que irão substituir um grupo que já atuava no contingente da Força-Tarefa Logística Humanitária, a Operação Acolhida, no estado. Segundo as Forças Armadas, este é o terceiro contingente a vir para o estado desde março. O militares vieram para Roraima do Comando Militar do Norte (CMN) e do Comando Militar do Nordeste (CMNE). Eles ficam em Roraima até dezembro.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

GLO em Roraima: Exército intensifica controle na faixa de fronteira


Por: Redação OD

Militares da 1ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército começaram a atuar nesta quinta-feira, em Roraima, dentro do reforço anunciado pelo governo federal para melhorar a situação no estado, que têm recebido grande volume de imigrantes venezuelanos. Por meio de decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, foi autorizado o emprego das Forças Armadas em ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no período de 29 de agosto a 12 de setembro, na faixa de fronteira Norte e Leste, e nas rodovias federais do estado.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Submarino, a arma invisível: Conheçam o arsenal subaquático das Forças Navais Latinas


Por: Redação OD

Passado quase um mês  que o submarino ARA San Juan desapareceu, a cerca de 300 km de distância da costa argentina e onde as buscas continuam incessantes, uma questão dos submersíveis e de suas utilizações pelas forças navais latinas foi abordada em grande escala pela mídia. Na América Latina, a maioria dos países possuem saídas para os oceanos Atlântico e/ou Pacífico, e todas estas forças navais  possuem esta arma submarina de persuasão. Assim sendo, fora realizado um levantamento de quais tipos de submersíveis as marinhas latinas possuem em seu arsenal de guerra.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Conselho de Defesa da União Europeia vota a favor do embargo de armas contra a Venezuela


Por: Redação OD

Em uma reunião do Conselho de Defesa da União Europeia foi votada a proibição da exportação de armas e equipamentos militares para a Venezuela, onde as quais vem sendo utilizadas na repressão aos manifestantes deste país, informou em nota o Conselho da UE nesta segunda-feira (13). "Hoje, o Conselho decidiu por unanimidade aplicar medidas restritivas, sublinhando a sua preocupação quanto à situação na Venezuela. Estas medidas compreendem o embargo de armas e equipamentos militares, que poderiam vir a ser utilizado na população durante as manifestações internas", diz o comunicado, que fala em nome de diplomatas-chefes dos países-membros da UE.

sábado, 26 de agosto de 2017

Venezuela mobiliza tropas ante ameaças de Trump. Equipamentos pesados, soldados e civis armados foram utilizados em exercícios militares


Por: Redação OD
Aviões, blindados e milhares de soldados e civis armados foram mobilizados neste sábado (26) na Venezuela em exercícios militares ordenados pelo presidente Nicolás Maduro ante "a ameaça" do governo de Donald Trump, um dia depois das sanções financeiras anunciadas por Washington contra Caracas. Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira "novas e fortes" sanções financeiras contra a "ditadura" na Venezuela, entre elas, a proibição de negociar bônus soberanos e da companhia petroleira estatal PDVSA.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Qual é o país mais militarizado da América Latina


Por: Redação OD

De acordo com os dados da Rede de Segurança e Defesa da América Latina (Centro Resdal), foi feito levantamento via pesquisa, onde foi analisado quais são as forças de defesa mais numerosas da América Latina e quais países são os mais militarizados em relação à sua população total. Em 2016, eram 1.732.837 os efetivos militares conjuntos de 16 países latino-americanos e caribenhos, de acordo com o último Atlas Comparativo da Defesa regional, publicado pela Resdal. O estudo é baseado nos dados oficiais das nações estudadas, sendo que estas não incluem a Costa Rica, Cuba e o Panamá.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Venezuela possui 5 mil mísseis russos do tipo MANPANDS, diz agência Reuters

Soldado venezuelano pratica um simulador de artilharia antiaérea como parte de um exercício militar defensivo em conjunto com o público em geral em Caracas, em foto de arquivo de 14 de março de 2015 (Foto: Carlos Garcia Rawlins/ Reuters)
Por: Redação OD

A Venezuela possui um número aproximado de pelo menos 5 mil mísseis terra-ar do tipo MANPADS fabricados na Rússia, de acordo com um documento militar analisado pela Reuters. De acordo com a agência, esse é o maior estoque conhecido na América Latina e uma fonte de preocupação para as autoridades dos Estados Unidos em um momento de tumulto crescente no país produtor de petróleo. O governo socialista da Venezuela usa há tempos a ameaça de uma invasão "imperialista" dos Estados Unidos para justificar um reforço no armamento. Grande parte do arsenal foi obtido da Rússia pelo presidente venezuelano Hugo Chávez, que ficou no poder de 1999 até sua morte em 2013.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Marinha venezuelana irá participar de treinamentos no mar Báltico



Por: Redação OD
Militares da marinha Venezuelana irão participarão do exercício internacional de Assalto Anfíbio 2016, que será realizado na Rússia, afirmou nesta terça dia 26/07 o porta-voz da Frota do Báltico, Roman Martov. O exercício internacional de Assalto Anfíbio 2016 será realizado no âmbito de Jogos Internacionais do Exército 2016, no polígono de Khmelevka da Frota do Báltico, eentre os dias 1-13 de agosto. Militares das marinhas dos países participantes vão competir em capacidades de combate. Todas as equipes, além dos chineses, usarão veículos blindados BTR-82A. 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Militares Venezuelanos fazem treinamento de defesa mesmo durante o estado de exceção decretado no País




Por: Redação OD

As Forças Armadas da Venezuela concluíram no último sábado dia 21,  dois dias de exercícios militares "Independência II 2016", insistindo no treinamento de civis para garantir a ordem interna e a defesa do país, em meio ao estado de exceção decretado pelo presidente Nicolás Maduro. Os militares se mobilizaram em sete dos principais estados do país, situados na zona norte costeira. Lá, foram realizados testes de defesa diante do suposto desembarque de tropas inimigas e de ataques a instalações de distribuição do sistema elétrico. O governo anunciou ter mobilizado 520.000 combatentes entre tropas militares e milícias civis treinadas. 

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Ministro da Defesa da Venezuela anuncia manobras militares “únicas e sem precedentes”


Por: Redação OD
O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, disse esta quinta-feira que as manobras militares “Exercícios Independência 2016”, anunciadas pelo Presidente Nicolás Maduro, vão ser exercícios “únicos pela sua natureza” e sem precedentes”. “É o primeiro desta natureza que fazemos no país, [não apenas] pelo seu alcance nacional (…) mas também porque se incorpora um elemento, que é um povo organizado para a defesa”, disse o ministro numa declaração oficial transmitida pela televisão estatal VTV. Estas manobras, que decorrem em 20 e 21 de maio em todo o país, terão um “caráter integral” porque, segundo referiu Padrino, “combinam os fatores de luta armada, defesa nacional” com fatores “de luta não armada consagrada no conceito estratégico militar para a defesa integral da nação”.