Mostrando postagens com marcador Teste Balisticos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Teste Balisticos. Mostrar todas as postagens

domingo, 14 de janeiro de 2018

Índia irá realizar em breve novos testes com o seu mais novo e maior míssil balístico, o Agni-V


Por: J.G Araújo

Atualmente muito se fala dos projetos de mísseis da Coréia do norte, mas vem passando despercebido para todo mundo um projeto que vem avançando a passos largos de Mísseis táticos em um pais que já se tem artefatos nucleares e com um projeto bem mais audaz que o do pais asiático. A Índia, vem a passos largos com preparações de plena capacidade nuclear tática, estas preparações começaram no centro de testes de defesa de Abdul Kalam Island, ao largo da costa de Odisha, e estes dias devem culminar no primeiro teste de do míssil balístico superfície/superficie de maior capacidade e de maior alcance do país, o Agni-V. O lançamento deverá a vir realizado pelo Comando das Forças Estratégicas (SFC) do Exército indiano.

O míssil construído e desenvolvido localmente, realizará um novo teste a qualquer momento, as fontes dão conta que a janela para o teste deverá ocorrer até o dia 19 de Janeiro, sendo que a área de lançamento já está configurada e os equipamentos de rastreamento foram movidos para os locais estratégicos. "O sistema de mísseis é comprovado com já quatro ensaios que claro, nem de longe foram divulgados como os da Coréia do Norte – todos os testes foram conduzidos com sucesso e em segredo. Os dados gerados durante todas as missões foram bastante satisfatórios. O novo lançamento será realizado com a associação da SFC - Comando das Forças Estratégicas (Strategic Forces Comand) para verificar sua prontidão operacional ", afirmou um funcionário.


Desenvolvido pela Organização de Pesquisa e Desenvolvimento da Defesa (DRDO), o míssil balístico com alcance intercontinental é o melhor da sua classe com giroscópios avançados de laser, motores de foguete compostos e sistemas de micro-navegação altamente precisos e sistemas de navegação inercial. O Agni-V, tem três estágios, 17 metros de altura e dois metros de largura, é capaz de transportar uma ogiva nuclear de cerca de 1,5 toneladas. Com cerca de 50 toneladas, incorpora acelerômetro para navegação e orientação e seu nível de precisão é muito maior do que as três variantes anteriores - Agni-II, Agni-III e Agni-IV.

"O que torna o míssil mais efetivo e furtivo é que ele pode ser equipado com vários Veículos de Reentrada Independentes (MIRV) capazes de entregar múltiplas ogivas em diferentes destinos em longas distâncias. A tecnologia está em desenvolvimento ", disse um cientista de defesa envolvido com o projeto Agni-V. Uma vez pronto o míssil deverá ter um alcance de 5000 km e deve atravessar o Oceano Índico, todos os problemas logísticos terão de ser corrigidos antes do tempo de lançamento. Vários países, incluindo a Indonésia e a Austrália, serão alertados e o tráfego aéreo e marítimo internacional dentro da zona de teste também controlado em conformidade com a exigência de segurança. O último teste do míssil foi realizado a partir do mesmo programa de teste foi em 26 de dezembro de 2016.


*Com Informações do site Índia News

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Coreia do Norte diz que míssil testado pode alcançar qualquer lugar dos EUA, aumentado a tensão entre os países


Por: Redação OD

Após ter realizado mais um teste de míssil balístico intercontinental (ICBM), a Coreia do Norte celebrou oficialmente nesta quarta-feira a sua nova demonstração de força contra os Estados Unidos. Segundo o regime de Pyongyang, o artefato testado na última madrugada (terça-feira no Brasil) chama-se Hwansong-15 e pode alcançar qualquer ponto do território americano, o que formalizaria a conquista do objetivo histórico do país asiático de obter a força de um Estado nuclear. O teste, o primeiro da Coreia do Norte desde meados de setembro, vem como clara retaliação a Washington.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Agência de espionagem da Coreia do Sul vê indícios da realização de novo teste de mísseis pela Coreia do Norte


Por: Redação OD

A agência de espionagem da Coreia do Sul revelou a parlamentares nesta quinta-feira (2), que após verificarem intensa atividade do lado norte-coreano, onde esta atividade “a mais’ pode ser o indício de estarem planejando um novo teste de mísseis, e isso a poucos dias de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitar Seul. A Coreia do Norte tem realizado uma série de testes nucleares e de mísseis em desafio às resoluções do Conselho de Segurança da ONU,mas não lança qualquer míssil desde que disparou um sobre o Japão em 15 de setembro.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Russia testa uma nova versão do seu ICBM RS-24 Yars


Por: Redação OD

O Ministério da Defesa da Russia realizou com sucesso, teste com um míssil balístico intercontinental (ICBM) RS-24 Yars de nova geração, o qual atingiu um alvo localizado a 6.000 quilômetros de distância, conforme informou nota do MoD nesta terça-feira. "O objetivo principal do teste de lançamento, foi de confirmar a confiabilidade dos foguetes da mesma classe, e se as ogivas atingiriam com sucesso seu alvo de testes em Kura (península) Kamchatka, sendo todos os objetivos do teste alcançados", completou o comunicado.

sábado, 9 de setembro de 2017

Forças Militares Japonesas e Americanas treinam para um eventual conflito e USS Ronald Regan zarpa para realizar missão de patrulha


Por: Redação OD

As Forças de Autodefesa do Japão em conjunto com unidades dos EUA, baseados em seu território, realizaram exercícios militares que contou com a participação de bombardeiros B-1B. O objetivo destes exercícios é a melhora das capacidades de interação entre as forças de ação do Japão e dos EUA, bem como o adestramento de suas capacidades táticas", segundo um comunicado emitido pelo Estado-Maior da Força Aérea. "As operações foram realizadas sobre o mar da China Oriental onde dois caças F-15 das Forças de Autodefesa do Japão, baseados em Okinawa, e dois bombardeiros estratégicos B-1B dos EUA, deslocados em Guam, realizaram simulações", reinteirou a nota.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Rede de Notícias ABC, relata a quase colisão entre Boeing 777 da Air France e Míssil Balístico da Coreia do Norte


Por: Redação OD

Segundo informações da rede norte-americana ABC, um Boeing 777 da Air France por pouco não cruzou o caminho de míssil balístico intercontinental da Coreia do Norte, lançado na última sexta-feira, durante os teste deste país. De acordo com informações do Pentágono, o voo 293 da rota Tóquio-Paris que levava 323 pessoas a bordo passou pelo mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) menos de 10 minutos antes do míssil Hwasong-14 cair na região.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Estados Unidos, Reino Unido e OTAN juntos no exercício naval Saxon Warrior 2017...enquanto a Coréia do Norte testa mais um Missíl


Por: Redação OD
Países membros da OTAN em conjunto com nações parceiras irão se unir aos grupos navais de ataque dos EUA e do Reino Unido durante 10 dias a partir de 1 de agosto para a realização de exercícios de combate, conforme nota do Comando Europeu dos Estados Unidos (EUROCOM) nesta sexta-feira dia 28. A 6ª Frota dos EUA, incluindo o porta-aviões H. W. George Bush, vão estar lado a lado com grupos navais de ataque do Reino Unido, da OTAN e de nações amigas para desenvolverem suas capacidades navais e da aviação de froma combinada, explicou o comunicado. "Os militares irão participar de cenários complexos no exercício, que abrangem todo o espectro de operações de um grupo de ataque com porta-aviões, incluindo ataques estratégicos, operações de defesa aérea, apoio aéreo de combate e garantia de zona de exclusão aérea", declarou o comunicado. 

domingo, 14 de maio de 2017

Coreia do Norte dispara míssil do norte do país, diz Coreia do Sul

Soldado do Exército da Coreia do Sul passa próximo a TV que exibia lançamento de míssil feito pela vizinha Coreia do Norte (Foto: Ahn Young-joon/AP)
Por: Redação OD

A Coreia do Norte disparou um míssil balístico neste sábado (domingo pelo horário local), um lançamento efetuado de uma província do norte do país, que constitui o primeiro ensaio militar de Pyongyang desde a chegada ao poder em Seul do novo presidente, Moon Jae-In. O míssil balístico, lançado da estação de Kusong, no noroeste do país, foi disparado por volta das 5h30 do horário local (17h30 no horário de Brasília) e percorreu cerca de 700 quilômetros, informou o Estado Maior Conjunto de Seul. "O Sul e os Estados Unidos estão analisando mais detalhes sobre o míssil", disse a entidade em um comunicado sem dar mais detalhes.

sábado, 29 de abril de 2017

Coréia do Norte faz novo teste de lançamento com um míssil, entretanto fontes americanas e sul coreanas relatam que houve nova falha


Por: Redação OD

A Coréia do Norte fez um novo teste de lançamento de míssil esta sexta-feira (sábado em território norte-coreano), segundo noticiou a agência Yonhap, citando uma fonte militar do regime de Kim Jong-un. O teste teria ocorrido a norte da região de Pyongyang. Este é o sexto míssil lançado pela Coréia do Norte em 2017 e o terceiro neste mês de abril. Fontes do Governo norte-americano relatou à agência Reuters que a tentativa de lançamento foi, novamente, falhada.