Mostrando postagens com marcador Ingresso. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ingresso. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 15 de março de 2018

Turma Barão de Melgaço celebra 40 anos de ingresso na Marinha do Brasil

Turma Barão de Melgaço celebra 40 anos de ingresso na Marinha

Por: Redação OD

Camaradagem, espírito de corpo, certeza da missão cumprida. Foi com esses atributos que 111 componentes da Turma Barão de Melgaço se reuniram, na manhã do dia 25 de fevereiro, no Colégio Naval, para celebrar com júbilo, honra e glória a tradicional cerimônia de 40 anos de ingresso da turma na Marinha. A Turma Barão de Melgaço (ATBM), que completa em 2018 quarenta anos de existência, reúne em seus quadros aqueles que ingressaram no Colégio Naval em 1978, na Escola Naval em 1981 e os que foram declarados Guardas-Marinha em 13 de dezembro de 1984. A ATBM é representada atualmente pelo Vice-Almirante Sérgio Nathan Marinho Goldstein, mais antigo no serviço ativo.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

O Ingresso das mulheres na linha do ensino militar bélico do Exército Brasileiro

Por: Redação OD
O Exército Brasileiro realizará nos meses de setembro e outubro do corrente ano, de forma inédita, os primeiros concursos com vagas destinadas ao ingresso de mulheres na linha do Ensino Militar Bélico. O pioneirismo dessas jovens traduz-se na inovadora participação das mulheres na atividade fim da Força Terrestre: o combate. Diferentemente da atuação que já ocorre em outras áreas como saúde, tecnologia, ensino e administração, etc, elas agora poderão desempenhar funções operacionais nas áreas de logística, onde se espera um perfil diferenciado para as novas profissionais combatentes.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Seguindo os passos do Exército Brasileiro, a Força Aérea Brasileira irá realizar concurso para o ingresso de mulheres na EPCAR


Por: Redação OD

Assim como o Exército Brasileiro, que demorou mais de sete décadas para abrir o primeiro concurso da linha militar bélica para mulheres, e ainda com exceções, a Aeronáutica abriu sua primeira seleção pública para formação de cadetes femininas após 67 anos, uma vez que a Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), da Força Aérea Brasileira, com sede em Barbacena  (MG), funciona em regime de internato apenas para homens desde 1949. Apesar do avanço tardio, a seleção reserva apenas 11% do total de vagas para candidatas (20 chances de 180) e, segundo o edital, caso todas as vagas oferecidas para mulheres ainda não sejam preenchidas, elas serão completadas pelos candidatos do sexo masculino, dentre os candidatos considerados com aproveitamento.