sábado, 9 de junho de 2018

Novos oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais revivem marcha histórica entre as cidades de Paraty (RJ) e Cunha (SP)

Oficiais alunos durante a marcha
Por: Redação OD

No final do mês de maio, 48 novos oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) reviveram a histórica marcha entre as cidades de Paraty-RJ e Cunha-SP, realizada pela Marinha, em 1932. A marcha, com extensão de 48 Km, foi o exercício final do Curso de Especialização de Guerra Anfíbia (C-Esp-GAnf), realizado no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), com o objetivo de qualificar os segundos-tenentes do CFN para o exercício das funções de caráter operativo de Comandante de Pelotão de Fuzileiros Navais. A realização da marcha permitiu aos jovens oficiais, além de completar seu treinamento, conhecer um importante episódio da História do Brasil.

Chegada dos oficiais alunos em Cunha-SP
Ao final da marcha, os alunos puderam assistir a uma palestra sobre a Revolução Constitucionalista e prestaram uma homenagem aos Fuzileiros Navais que faleceram em combate durante a operação. No ano de 1932, durante a Revolução Constitucionalista, a Marinha desembarcou em Paraty-RJ um destacamento de Fuzileiros Navais, que marchou a pé até a cidade de Cunha-SP, em apoio ao Governo Federal, para bloquear as forças rebeldes paulistas, onde entraram em combate. O exercício, que marcou o encerramento do Curso de Especialização de Guerra Anfíbia, resgatou essa tradicional manobra, que visa exaltar ainda mais, o sentimento de patriotismo e o espírito de corpo nos mais novos oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais.

Fonte: CCSM
Postar um comentário