Mostrando postagens com marcador Pyongyang. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Pyongyang. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Soldado norte-coreano deserta para Coreia do Sul. Ele é o 4° a conseguir fugir do regime de Pyongyang este ano


Por: Redação OD

Mais um soldado norte-coreano desertou nesta quinta-feira para a Coreia do Sul cruzando a zona desmilitarizada (DMZ) que divide a península, conforme informou o ministério da Defesa em Seul, acrescentando que os militares sul-coreanos realizaram disparos de advertência diante da aproximação de tropas do Norte. O militar "de patente não muito elevada" percorreu a parte central da DMZ para entrar na Coreia do Sul, segundo o comunicado. O militar apareceu na manhã desta quinta em um posto de guarda, em meio à neblina, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap, citando o Estado-Maior das Forças Armadas sul-coreanas.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Como destruir o arsenal nuclear norte-coreano....Invasão terrestre? O Pentágono diz que sim!


Por: Redação OD

Quando se começa a imaginar um cenário de guerra entre os EUA e a Coréia do Norte, um pergunta vem a tona. De como poderá ser efetuado a destruição deste arsenal nuclear? Uma invasão terrestre seria a solução? Segundo os estrategistas do Pentágono, a resposta é Sim. Baseado nessa afirmação os Congressistas norte-americanos estão preocupados porque causaria "uma centenas de milhares, ou mesmo milhões de mortes, apenas nos primeiros dias de combate" O Pentágono, considera que "a única forma" de destruir, com a "certeza absoluta", o arsenal nuclear norte-coreano, seria através de uma invasão terrestre, segundo documentos enviados aos congressistas dos EUA.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Central de Inteligência Norte-Americano indica que Pyongyang possa vir a fazer novos teste de mísseis na próxima semana


Por: Redação OD

A Coreia do Norte pode estar se preparando para realizar novos testes de mísseis balísticos na próxima semana, conforme realtou o assistente do diretor da missão da CIA na Coreia, Yong Suk Lee. Existe toda esta apreensão pois o dia 10 de outubro é a data de aniversário de criação do Partido dos Trabalhadores, e segundo as autoridades sul-coreanas e japonesas, Pyongyang, sempre realiza testes de armas em datas importantes para o regime político do país. No entanto, segundo o assistente do diretor da missão da CIA na Coreia, Yong Suk Lee, isso não significa que o líder norte-coreano estaria buscando provocar um conflito armado na região. 

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

O perigoso combustível sem o qual o programa nuclear da Coreia do Norte poderia parar

Especialistas podem identificar pela cor das chamas qual combustível está sendo usado no míssil
Por: Redação OD

Se ouvir falar em UDMH, saiba: não é nenhuma nova droga sintética do momento, mas sim o potente e perigoso combustível que faz com que os mísseis da Coreia do Norte tenham um alcance cada vez maior. A sigla em inglês se refere à substância química dimetil-hidrazina assimétrica. "Temos certeza que a Coreia do Norte está usando o UDMH em seus mísseis", disse à BBC David Wright, codiretor do programa de Segurança Global da União de Cientistas Preocupados, organização sem fins lucrativos criada em 1969 por cientistas do MIT (o instituto de Tecnologia de Massachussets).

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Coreia do Norte ameaça Estados Unidos com 'maior dos sofrimentos', Ameaça foi divulgada após EUA pedir que Conselho de Segurança da ONU vote novas sanções

Kim Jong Un acompanha lançamento de míssil de médio alcance em foto divulgada em 30 de agosto pela agência estatal norte-coreana KCNA (Foto: Reuters/KCNA)
Por: Redação OD

A Coreia do Norte advertiu nesta segunda-feira (11h, horário local) aos Estados Unidos que lhe infligirá "o maior dos sofrimentos" se Washington prosseguir exortando a ONU a endurecer suas sanções contra Pyongyang após seu sexto teste nuclearEm comunicado reproduzido pela agência oficial KCNA, o ministério norte-coreano das Relações Exteriores adverte que se Washington "aplicar esta resolução ilegal sobre um endurecimento das sanções, a Coreia do Norte garantirá que os Estados Unidos paguem o preço".

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Os detalhes de mísseis 'secretos' que a Coreia do Norte revelou 'acidentalmente' em foto

A sombra de Kim Jong-un cobre um míssil Hwasong-13; atrás dos militares, aparece o desenho de um míssil balístico projetado para ser lançado por submarino
Por: Redação OD

Era um segredo aberto, mas Pyongyang acaba de confirmá-lo. Em uma foto divulgada pela agência de notícias estatal KCNA nesta semana, a Coreia do Norte revelou "acidentalmente" dados "secretos" de seu programa nuclear. A imagem, à primeira vista, poderia parecer uma foto de uma reunião qualquer entre Kim Jong-un e militares de alto escalão. A KCNA a publicou, em princípio, como registro de uma visita rotineira de Kim a uma instalação da Academia de Ciências da Defesa.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Programa de mísseis balísticos de Pyongyang avançou devido à aquisição de motores fabricados na Ucrânia durante a era soviética

Míssil testado pela Coreia do Norte em julho deste ano, em imagem distribuída pelo governo em Pyongyang (Foto: KCNA/via Reuters )
Por: Redação OD

Pesquisadores da área de defesa ligaram os enormes avanços do sistema de mísseis da Coreia do Norte a tecnologias usadas na família soviética de sistemas de propulsão de foguetes RD-250, segundo um relatório publicado nesta segunda-feira (14) pelo Instituto Internacional para Estudos de Segurança (IISS), sediado em Londres. "A Coreia do Norte adquiriu um motor de combustível líquido de alta performance de uma fonte estrangeira", afirma Michael Elleman, pesquisador do IISS, no relatório. "Evidências disponíveis indicam claramente que esse motor é baseado na família de motores soviéticos RD-250 e foi modificado para operar como força propulsora dos [mísseis] Hwasong-12 e Hwasong-14."

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Após ameaças vindas de Pyongyang, Japão se coloca em estado de alerta


Por: Redação OD

Japão deve manter-se em estado de alerta total após a divulgação da notícia que a Coréia do Norte teria conseguido criar uma ogiva nuclear em tamanho reduzido com o intuito de instalar-las em seus mísseis balísticos, declarou o ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera. Temos dados analíticos, que segundo os quais podem alcançar o território Americano, e a Coreia do Norte avança no desenvolvimento de ogivas nucleares pequenas com as quais planeja equipar estes mísseis balísticos, conforme noticiou a rede de TV japonesa NHK.

domingo, 6 de agosto de 2017

Teerã e Pyongyang estreitam o comércio bilateral e uma maior cooperação na esfera técnico-militar perante um "inimigo comum"


Por: Redação OD

Em meio as tensões e à escalada de sanções realizadas pleo Govenor norte-americanao contra o Irã e a Coreia do Norte, o presidente da Assembleia Popular Suprema (parlamento) do país asiático, Kim Yong-nam, começou uma visita de 10 dias a Teerã, onde assistiu à cerimônia de posse do presidente iraniano, Hassan Rouhani, que prestou seu juramento para seu segundo mandato. Especula-se que o resto do tempo da visita os representantes de Pyongyang e Teerã discutam o comércio bilateral, assim como uma maior cooperação na esfera técnico-militar.

terça-feira, 11 de julho de 2017

San Diego 'provavelmente' estará ao alcance dos mísseis da Coreia do Norte em alguns anos


Por: Redação OD

Os mísseis intercontinentais da Coreia do Norte "provavelmente" conseguirão, dentro de dois anos, transportar uma carga de 500 kg e atingir San Diego, na Califórnia, ao leste dos EUA, afirmou nesta terça-feira (11) o engenheiro John Schilling no site 38 North, especializado em informações sobre o isolado país da Ásia. Na semana passada, a Coreia do Norte anunciou um teste com êxito de um míssil balístico intercontinental, apresentado pelo líder do país Kim Jong-Un como um presente para os "bastardos americanos".

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Coreia do Sul adquire submarino de 1800 Toneladas como resposta ao Norte

Por: Redação OD

A Marinha da Coréia do Sul, recebeu na sede da empresa Daewoo, na Ilha de Geoje, um novo subamarino de 1.800 Toneladas, que fará frente as ameaças vindas no Norte, e aumentando assim o seu poder bélico e de dissuasão, já que a tensão na peninsula coreana tem estado em uma crescente, face os testes nucleares e as ameaças de um possível ataque oriundos de Pyongyang.

terça-feira, 13 de junho de 2017

Mesmo com as sanções impostas, Pyongyang está conseguindo adquirir motores e equipamento para seus VANT´s


Por: Redação OD
A Coreia do Norte continua comprando componentes japoneses e norte-americanos para seus drones, apesar das sanções econômicas impostas a Pyongyang por estar realizando os seus testes nucleares, segundo informou a cadeia sul-coreana Chosun TV. De acordo com a notícia, especialistas chegaram a esta conclusão após terem examinado um VANT encontrado próximo à fronteira com a Coreia do Norte e supostamente enviado para fins de vigilância, sobre a Coréia do Sul

terça-feira, 23 de maio de 2017

Exército Sul Coreano dispara contra objeto estranho vindo de Pyongyang


Por: Redação OD
O Exército Sul Coreano, abriu fogo contra um objeto não identificado que invadiu o espaço aéreo do país vindo da Coreia do Norte, as autoridades suspeitam que se trate de um drone de vigilância. Segundo a AFP, que cita a agência de notícias sul-coreana Yonhap, foram disparados mais de 90 tiros e o objeto, que estava sobre a zona desmilitarizada entre as Coreias, desapareceu dos radares. Fontes militares disseram que não é a primeira vez que os drones sobrevoam esta zona e não esclareceram se o objeto fora abatido ou se voltou a atravessar a fronteira, regressando à Coreia do Norte.

domingo, 14 de maio de 2017

Coreia do Norte dispara míssil do norte do país, diz Coreia do Sul

Soldado do Exército da Coreia do Sul passa próximo a TV que exibia lançamento de míssil feito pela vizinha Coreia do Norte (Foto: Ahn Young-joon/AP)
Por: Redação OD

A Coreia do Norte disparou um míssil balístico neste sábado (domingo pelo horário local), um lançamento efetuado de uma província do norte do país, que constitui o primeiro ensaio militar de Pyongyang desde a chegada ao poder em Seul do novo presidente, Moon Jae-In. O míssil balístico, lançado da estação de Kusong, no noroeste do país, foi disparado por volta das 5h30 do horário local (17h30 no horário de Brasília) e percorreu cerca de 700 quilômetros, informou o Estado Maior Conjunto de Seul. "O Sul e os Estados Unidos estão analisando mais detalhes sobre o míssil", disse a entidade em um comunicado sem dar mais detalhes.

sábado, 15 de abril de 2017

Coreia do Norte mostra mísseis durante desfile militar, após dizer que está pronta para guerra nuclear

Mísseis são exibidos durante desfile militar que marca o 105º aniversário do nascimento do pai fundando do país Kim Il Sung, em Pyongyang, neste sábado (15) (Foto: REUTERS/Damir Sagolj )
Por: Redação OD

Coreia do Norte está preparada para responder a qualquer ataque nuclear pelos mesmos meios, garantiu neste sábado (15) o regime de Pyongyang, respondendo indiretamente às declarações do presidente dos Estados Unidos de que o "problema" norte-coreano seria "tratado". Pyongyang comemorou neste sábado com um desfile militar o "Dia do Sol", data do nascimento do líder fundador da dinastia, Kim Il-Sung (15 de abril de 1912 - 8 de Julho de 1994), avô do atual líder norte-coreano.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Coreia do Sul, Japão e EUA iniciam exercícios navais ante ameaça norte-coreana


Por: Redação OD
A Coreia do Sul, o Japão e is Estados Unidos iniciaram nesta segunda-feira (3) um exercício naval conjunto para contra-atacar a ameaça dos mísseis submarinos da Coreia do Norte, anunciou o ministério da Defesa sul-coreano, em meio à inquietação com o programa armamentista da ditadura comunista norte coreana.

sábado, 7 de maio de 2016

Imagens de satélite mostram possível preparativo para teste nuclear norte-coreano


Por: Redação OD
Novas imagens de satélite mostram a chegada de veículos ao centro de testes nucleares norte-coreano de Punggye-ri, divulgou o portal especializado 38 North, neste sábado (07/05). O portal classificou as imagens como indício de que "Pyongyang pode estar preparando um teste nuclear no futuro próximo". As imagens, captadas na quinta-feira, mostram veículos chegando ao que parece ser o centro de comando, a cerca de seis quilômetros na zona de testes. Apesar da "reduzida atividade" no complexo e de não haver sinais de uma "atividade significativa" na área principal, "os veículos não se encontram frequentemente ali, exceto durante preparativos para um teste [nuclear]", indicou o portal americano associado ao Instituto Estados Unidos-Coreia da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, nos EUA. Nas últimas semanas, houve especulações sobre a possibilidade de a Coreia do Norte executar seu quinto teste nuclear durante o 7º Congresso do Partido dos Trabalhadores, o primeiro em 36 anos.