sábado, 18 de agosto de 2018

Departamento de Estado redireciona US$ 230 Mil da Síria e Senadores demonstram descontentamento


Por: Redação OD
Frente a recente decisão do Departamento de Estado dos EUA em redirecionar US$ 230 milhões da estabilização na Síria, membros do Parlamento Americano se mostraram muito irritados com a medida, onde alguns observam que tal atitude permitirá que a Russia possa vir a fortalecer mais ainda o apoio dado ao presidente Bashar Assad, disse um membro do Comitê de Relações Exteriores do Senado, Bob Menendez, em comunicado à imprensa nesta sexta-feira. No início do dia, o Departamento de Estado anunciou que estava redirecionando o montante de US$ 230 milhões, o qual destina-se ao financiamento da estabilização da Síria, para outras prioridades de política externa ainda a serem determinadas. 

"Trump está estendendo o tapete vermelho para a Russia e o Irã desfilarem juntos de mãos dadas, eles aproveitarão o vácuo da presença e assistência dos EUA para dobrar seu apoio ao regime de Assad", disse Menendez. Sem financiamento de estabilidade, acrescentou Menéndez, a Síria continuará sendo uma ameaça à segurança de Israel. A porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, afirmou em um comunicado de imprensa nesta sexta-feira que o governo dos EUA continuará a financiar as operações na Síria.
"Essa decisão não representa uma mudança no compromisso de Washington com seus objetivos no país do Oriente Médio", afirmou a porta-voz. Por meio de uma videoconferência com repórteres, Nauert disse que o ex-embaixador dos EUA no Iraque, Jim Jeffrey, foi indicado para servir como representante para o engajamento sírio. Durante a mesma, um funcionário do Departamento de Estado disse que os Estados Unidos deixaram claro para a Russia que nenhum financiamento de reconstrução para a Síria será fornecido até que a ONU valide um processo político irreversível no país.
*Com informações de agências de notícias internacionais

Nenhum comentário: