sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Departamento de Defesa dos EUA alerta em relatório, sobre à ampliação das capacidades Chinesas


Por: Redação OD

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos, em seu relatório de 2018 sobre o Poder Militar da China, revela que nos últimos anos, a China vem ampliando suas capacidades de atingir alvos de longa distancia e provavelmente esteja treinando para realizarem ataques contra alvos americanos e aliados além mar, informou o documento. "Operações de ataque, onde as forças chinesas vem desenvolvendo sua capacidade de ataque para atingir alvos, o mais distantes possível do território chinês (...) Nos últimos três anos, a China expandiu rapidamente suas áreas operacionais de bombardeiros, adquirindo experiência em regiões marítimas críticas e provavelmente treinando para realizarem ataques contra alvos americanos e aliados".

Além disso, o relatório informa que o Corpo de Fuzileiros Navais Chinês está se expandindo de duas brigadas hoje, contando com cerca de 10 mil militares, para sete brigadas até 2020. A Marinha Chinesa, acrescentou o relatório, lançou em 2017 um novo porta-aviões e um cruzador, três destróieres, alguns navios de apoio e de coleta de inteligência. Além disso, é constatado já que os sistemas de software pertencentes ao governo dos EUA continuaram a ser alvo de intrusões de hackers “apoiados” pela China até 2017. A Estratégia Nacional de Defesa dos EUA de 2017, a Estratégia Nacional de Defesa de 2018 e a Revisão da Postura Nuclear de 2018 reconhecem a competição militar da China em um ambiente de segurança dinâmico, disse o relatório. Os EUA buscam estabelecer a relação militar entre os dois países em um caminho de transparência e não-agressão, segundo o relatório.

*Com informações de agências de notícias internacionais
Postar um comentário