quinta-feira, 14 de junho de 2018

Sobre críticas, brigas e desentendimentos, Lockheed Martin entrega seu 300º caça F-35 ao DoD Americano


Por: Redação OD

empresa Lockheed Martin, atingiu uma marca substancial ao entregar o 300º caça F-35 ao Departamento de Defesa dos EUA, informou a assessoria de imprensa da empresa nesta última segunda-feira dia 11. Em abril, o DoD emitiu um parecer, onde o mesmo recomendava em não aceitar as entregas do caça F-35 devido a uma disputa financeira. Em particular, a Lockheed Martin e o Pentágono não chegaram a acordo sobre quem deveria pagar os custos de uma falha na linha de produção. Por causa desta última, os caças de geração saíram da linha de montagem com problemas de corrosão nos painéis exteriores. O problema foi resolvido apenas em março, quando o Pentágono reautorizou o recebimento das aeronaves

empresa levou mais de sete anos para produzir 300 caças F-35, cujo projeto ao longo dos anos tem sido chamado de controverso e caro. A atual velocidade de produção da empresa é de sete a nove aeronaves por mês, mas a Lockheed Martin espera aumentá-la em até 12 a 15 aviões por mês nos próximos anos, segundo informou anteriormente o vice-almirante Mat Winter, da Marinha dos EUA. Anteriormente, o militar já havia expressado um forte descontentamento com o modo de que, a Lockheed Martin vinha negociando, em particular com preços bastante altos e falta de colaboração. "Poderíamos ter firmado este acordo mais rápido () se eles escolheram não fazer isso, é uma tática de negociação", disse Winter à revista MilitaryWatch, enfatizando que a empresa não presta detalhes suficientes sobre o custo de produção de cada avião.

*Com informações de agências de notícias internacionais

Nenhum comentário: